ad16
GeralTodas as Notícias

Dengue está sob controle no Piauí, diz Sesapi

O mesmo acontece com a Zika e Chicungunya, doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegipty. No total, 116 municípios registraram nível satisfatório na incidência das larvas.

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), através do setor de Entomologia, atesta que a Dengue está sob controle no Piauí. O mesmo acontece com a Zika e Chicungunya, doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegipty. No total, 116 municípios registraram nível satisfatório na incidência das larvas.

Dados mais atualizados do LIRAa/LIA, pesquisas larvária sobre o agente transmissor das arboviroses dengue, Zika e Chikungunya que apontam sobre o índice de incidência das larvas nos municípios do estado apontam que dos 209 municípios piauienses que realizaram o registro de dados para a pesquisa, 161 municípios encontram-se em situação satisfatória na presença das larvas, 45 municípios foram registrados em situação de alerta e 03 municípios se encontram em situação de risco. 15 municípios não forneceram dados para compor a pesquisa.

Mosquito da dengue

A pesquisa leva em conta o índice de infestação predial (IIP) das larvas no municípios. Para um nível satisfatório o IIP deve apresentar valor menor a 1%. Para o nível de alerta o município precisa ter registrado valor do IIP entre 1% e 3,99% enquanto a situação de risco e referente aos municípios que apresentarem IIP maior ou igual a 4%.

O Supervisor de entomologia da Secretaria de Estado da Saúde, Ocimar Alencar, destaca que os resultados da pesquisa mostram uma situação favorável no estado, mas que não se deve negligenciar os cuidados para a prevenção de novos casos.

“Nosso último boletim aponta que em 2021 temos registrados 3.446 casos de dengue. O valor abaixo do esperado, uma vez que a serie histórica do estado apontaria para uma média de casos acima de 6000 por ano. Os números são bons, mas ainda podemos melhorar se mantivermos e reforçarmos os cuidados já adotados”, aponta o supervisor.

Supervisor de entomologia da Secretaria de Estado da Saúde, Ocimar Alencar

Evitar o acúmulo de água parada, limpeza de ambientes propícios para o desenvolvimento do mosquito são medidas simples que ajudam a evitar novos casos dessas doenças.

O Secretário de Estado da Saúde Florentino Neto reforça que a população não pode negligenciar a prevenção de doenças como a dengue.

“Ao passo que nesses últimos dois anos nós nos policiamos para manutenção das medidas higiênico sanitárias contra a Covid-19, não podemos negligenciar algumas ações que já são conhecidas a mais tempo. Evitar o acumulo de água parada para a redução de casos de dengue é um dever de todos”, apontou o gestor.

Ele destaca ainda que em relação aos municípios que apresentaram alto índice de infestação, a equipe técnica da Sesapi já esta tomando as medidas necessárias. “A Sesapi já está estabelecendo contato com esses municípios para fazer um diagnóstico técnico do que causou esse índice elevado e, dessa forma, tomar as medidas e estratégias necessárias para normalizar a situação”, reforça o gestor.

Ascom SESAPI

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.