ad16
EducaçãoTodas as Notícias

Depois do IFPI, UPFI relata corte de R$ 7 milhões e aponta dificuldade para manter aula presencial

Os cortes na educação também atingiram o IFPI, que divulgou nota de repúdio no dia 25 de junho

A Universidade Federal do Piauí (Ufpi) comunicou em nota os cortes orçamentários definitivos sofridos no mês de junho. Foram quase R$ 7,7 milhões, correspondentes a 7,2% do valor anual disponível para pagamento de despesas de manutenção.

No comunicado, a administração relembra os diversos cortes que ocorreram desde 2015 e alerta o agravamento da situação com as despesas no retorno das aulas presenciais.

O texto também serve de alerta aos alunos sobre as possíveis medidas a serem adotadas. A Ufpi ressalta que medidas político-econômicas serão a “única saída possível” para driblar o déficit econômico e garantir o pleno funcionamento institucional.

Ao longo da nota, a universidade também explica o histórico orçamentário agravado com os cortes governamentais.

Confira a publicação completa da universidade:

A Administração Superior da Universidade Federal do Piauí vem à comunidade acadêmica informar que a Instituição recebeu, nesse mês de junho, dois cortes definitivos em seu orçamento de quase R$ 7,7 milhões, o que corresponde a 7,2% do valor anual disponível para pagamento de despesas de manutenção da Universidade. Desde 2015, os chamados valores de custeio da UFPI têm sofrido sucessivas reduções, agravando-se com os cortes recentes no orçamento da Instituição de 2022.

Como foi amplamente divulgado pela imprensa e pela comunicação da UFPI, ocorreu inicialmente um bloqueio, ou seja, uma suspensão temporária no orçamento discricionário anual da Instituição para 2022. O bloqueio ocorreu em 27 de maio, no montante de mais de R$ 15,5 milhões, quase 14,5% do orçamento, tendo atingido na mesma proporção todas as IES federais. Depois, fruto da interlocução entre Ministério da Casa Civil e uma representação da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino (Andifes), o bloqueio caiu de 14,5% para 7,2%, permanecendo bloqueados quase R$ 7,7 milhões.

No dia 9 de junho, do total bloqueado até essa data, foi aplicado um corte definitivo no orçamento de quase R$ 3,9 milhões, correspondente a 3,6%, conforme portaria do Ministério da Economia, permanecendo bloqueados mais de R$ 3,8 milhões. Um segundo corte, no mesmo percentual, ocorreu no dia 23 de junho, elevando a soma de valores reduzidos de forma definitiva em quase R$ 7,7 milhões (7,25%).

Os valores suprimidos no orçamento da UFPI representam, aproximadamente, 1 mês do custeio da Instituição, tornando-se mais expressivo com a retomada das atividades presenciais, que demanda maior aporte de recursos para manter o pleno funcionamento.

Com os cortes, a situação orçamentária da UFPI em 2022 é agravada. Como única saída possível para manter o funcionamento da Instituição, a Administração Superior será obrigada a intensificar a implementação de medidas de austeridade, para conduzir a situação de modo a superá-la positivamente em favor da comunidade universitária como um todo.

IFPI

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI) divulgou, no dia 25 de junho, uma nota de “repúdio e indignação” contra o corte de R$ 5 milhões do orçamento divulgado pelo Governo Federal no dia anterior, 24 de junho. De acordo com o reitor, Paulo Borges da Cunha, o futuro de milhões de jovens está em risco.

A Reitoria informa que o funcionamento do IFPI também está comprometido e algumas atividades podem ser canceladas. As medidas garantem a sobrevivência dos institutos, mas desferem indiretamente no desenvolvimento da educação e dos futuros profissionais do Piauí.

Fonte: Do ClubeNews

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.