ad16
GeralTodas as Notícias

Dom Alfredo Schaffler celebra em Picos 50 anos de vida sacerdotal

Após o término da celebração foi lançado oficialmente um livro que conta a história de Dom Alfredo Schaffler.

O dispo emérito de Parnaíba e atual vigário paroquial da paróquia de Cajueiro da Praia, na Diocese de Parnaíba, Dom Alfredo Schaffler, 77 anos, celebrou na manhã deste domingo, 17 de junho, na Catedral de Picos, a missa em ação de graças pelos seus 50 anos de vida sacerdotal. Ao lado do dispo de Picos, Dom Plínio José e do padre Francisco Pereira Borges (Chiquinho), padre Alfredo, como assim muitos ainda lhes chamam por aqui, foi cumprimentado pelos picoenses, muitos deles que tiveram o prazer de conviver com ele quando esteve a frente da paróquia de Nossa Senhora dos Remédios, em Picos.

Dom Alfredo Schaffler foi ordenado sacerdote no dia 16 de junho de 1968, na cidade de Oeiras (PI). Em 1970 ele iniciou sua missão sacerdotal na cidade de Picos assumindo a paróquia até o ano de 1984. Neste longo período em que coordenou as ações da Igreja em Picos o pastor conquistou muitos amigos e admiradores pela forma que conduzia o seu rebanho.

Igreja permaneceu lotada durante missa - Foto: Edson Costa
Igreja permaneceu lotada durante missa – Foto: Edson Costa

Ao ser transferido de Picos, Dom Alfredo Schaffler assumiu como juiz presidente do Tribunal Regional Nordeste IV da CNBB e em seguida a paróquia de Cristo Rei em Teresina. Em 15 de março de 2000 foi nomeado bispo coadjutor de Parnaíba, assumindo a Diocese em fevereiro de 2001. Atualmente, Dom Alfredo é dispo Emérito e vigário paroquial na cidade de Cajueiro da Praia, na região de Parnaíba.

“Não poderia deixar de passar aqui em Picos. Confesso que nunca festejei nada na minha vida, porque acho que não é importante, mas vim mais para agradecer a Deus. Nesta vida de 50 anos de padre eu nada tenho que me queixar e sim tenho muito que agradecer e por isso estou hoje aqui para agradecer a vocês de Picos, pois um pedaço do meu coração ficou grudado aqui. Aprendi aqui com vocês a amar. Vocês foram para mim um livro onde aprendi muito coisa para a minha caminhada de padre. Cheguei em Picos com apenas 29 anos, no auge da juventude, mas encontrei compreensão, encontrei paciência, encontrei carinho, acolhimento, encontrei apoio, um campo fértil para realizar a missa evangelizadora de minha vida. Se pudesse fazer de novo iria fazer a mesma coisa. Se Deus me desse 100 vidas eu iria me tornar padre e padre no meio de vocês. Por isso estou aqui para agradecer, a minha gratidão a Dom Plínio, ao padre Chiquinho, e peço que continuem rezando por a gente, para que este passado construído seja um incentivo para estes dias que ainda me restam, para que eu continue sendo um padre dedicado na missão que Deus me confiou”, disse em sua homília.

Já Dom Plínio lembrou que Dom Alfredo, igualmente a tantos outros sacerdotes que passaram por Picos, deixaram muitas saudades. “Sentimos-nos felizes com a presença de Dom Alfredo aqui hoje em nossa Igreja. Agora que está tendo mais tempo, pois é bispo emérito, gostaria que andasse mais aqui para visitar a este povo que tanto lhe quer o bem”, destacou.

No final da celebração, um grupo de amigos que conviveu com Dom Alfredo Schaffler na época em que era pároco em Picos, fizeram uma homenagem ao pastor.

Livro

Após o término da celebração foi lançado oficialmente um livro que conta a história de Dom Alfredo Schaffler. O autor da obra, escritor Enéas Barros, também esteve presente na celebração.

Fonte: Folha Atual

Tags
LER MATÉRIA COMPLETA

Leia Também