ad16
GeralTodas as Notícias

Eletrobras Piauí pede ajuda financeira a direção geral da empresa no RJ

[ad#336×280]A Eletrobras vive uma crise no estado. O PI TV 2ª Edição da TV Clube teve acesso, com exclusividade, a um documento em que a direção da empresa no Piauí pede ajuda a sede no Rio de Janeiro.

O documento é datado no dia 11 de fevereiro deste ano, nele o diretor financeiro da Eletrobras distribuição Piauí, Ronaldo Braga, detalha a má situação financeira da empresa ao diretor financeiro da Eletrobras do estado carioca, Armando Casado de Araújo.

Em um trecho, Ronaldo relata a empresa no Piauí deve R$ 58.30 milhões a fornecedores e prestadores de serviços. Em outra parte do documento o diretor revelou também que para amenizar o problema, a empresa usou temporariamente R$ 17 milhões destinados a investimento.

Sede da Eletrobras/ Piauí - Foto: Cidade Verde
Sede da Eletrobras/ Piauí – Foto: Cidade Verde

Ronaldo também alertou que muitos serviços já estão suspensos como a leitura dos medidores de energia e até mesmo a entrega das contas ao consumidor. Por fim, ele pede o envio imediato de R$ 114.968 milhões para resolver a situação.

Enquanto isso a população sente as consequências e já mostram a insatisfação com os serviços prestados.  Na semana passada os moradores do Povoado Santa Luz, na Zona Rural de Teresina, ficaram sem eletricidade por 12 dias e com aparelhos queimados por conta da oscilação na energia.

Segundo o vice-presidente do Sindicato dos Urbanitários, Francisco Marques, a situação só vai ser resolvida após interferência do governo federal. “A empresa está dando continuidade aos programas de ligações, com a média de 2 mil pessoas, e se não resolver a situação vai piorar. Enquanto não definirem sobre as renovações das concessões as empresas não irão se viabilizar e o governo tem que dar outra solução urgente”, contou o sindicalista.

Cansado de sofre prejuízo por conta das oscilações na energia, o proprietário de uma fábrica de velas planeja uma atitude mais drástica. Mais de um milhão e meio em equipamentos queimados e ao invés de ampliar os negócios no estado pode sair. “São sonhos que são frustrados por causa da infraestrutura que é ruim. A falta de energia tem nos gerado muitos prejuízos e nos desestimulam a cada dia que passa”, afirmou o empresário Luís Diniz Filho.

A direção da Eletrobras no Rio de Janeiro informou, por meio de nota, que o documento, trata-se de um “rascunho” que seria encaminhado à empresa, mas que por falta de consistência de informações, não foi enviado.

Mas a empresa disse que, dois dias depois, um novo documento foi redigido e encaminhado à diretoria no rio de janeiro, pedindo a liberação de 39 milhões e 900 mil reais. Este dinheiro foi liberado no dia 18 de fevereiro.

A Eletrobras alegou que parte dos problemas referentes à falta de energia no estado se dá pela prática de fraudes e furtos de energia. Além do aumento da chuva e queda de raios. Mas que até o dia 28 deste mês, aguarda a chegada de 300 transformadores.

Fonte: G1 Piauí

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também

Publicidade