ad16
https://ead.uninta.edu.br/
AutoPECASonline24.pt
DestaquesGeralTodas as Notícias

Empresa que vai gerir rodoviária de Picos será anunciada essa semana

O Governo do Estado divulga ainda nesta semana as empresas que vão gerir os terminais rodoviários das cidades de Teresina, Picos e Floriano, através de Parcerias Público Privadas. Amanhã (03) será realizada a 1ª sessão do processo de identificação das empresas. Às 9h, no auditório da Secretaria de Administração, o Governo vai avaliar as propostas técnica e de preço das empresas para gerir os terminais. De acordo com a superintendente de Parcerias e Concessões, Viviane Moura, é provável que ainda esta semana sejam apresentados os nomes de empresas vencedoras.

Viviane Moura explica que poderão participar do processo as empresas que solicitaram o edital da licitação e fizeram a visita técnica às rodoviárias, condições impreteríveis. “As primeiras propostas a serem abertas serão as técnicas, porque o governo está priorizando a escolha de parceiros que tenham condições de gerenciar os terminais. Em seguida, serão abertas as propostas de preço de outorga, que é o valor a ser repassado pelas concessionárias ao ente público pela exploração econômica dos terminais”, explica.

Terminal rodoviário Zuza Baldoíno
Terminal rodoviário Zuza Baldoíno

As propostas serão avaliadas pela equipe da Superintendência de Parcerias e Concessões e as empresas vencedoras serão anunciadas em seguida, para posterior assinatura dos contratos.

O secretário estadual de Governo, Merlong Solano, afirma que esse será um importante passo para a concretização de parcerias público-privadas que garantam atendimento de qualidade à população usuária desses terminais. “Os contratos preveem a realização de reformas emergenciais e obras de modernização já no primeiro ano, além da instalação de sistemas de tecnologia”, ressalta.

Para Picos e Floriano, será permitido que as empresas concorram em conjunto, ou seja, na forma de consórcio. A concessão da rodoviária de Teresina não permitirá consórcio em virtude da características de demanda e fluxo de passageiros, o que exige conhecimento e habilidade técnica mais apurada.

Por: João Magalhães – Jornal O DIA

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade