ad16
DestaquesPolíticaTodas as Notícias

Fábio Abreu afirma debandada de filiados do PL após adesão de Bolsonaro ao partido

Deputado afirmou que tem conversado com outros três partidos como plano B.

Com as falácias da adesão do presidente Bolsonaro ao Partido Liberal e recente confirmação de sua filiação no próximo dia 30 de novembro pelo presidente nacional do grupo, o deputado Valdemar Costa Neto, muitos filiados têm entrado em turbulência por não aceitarem a situação.

Um deles é o deputado federal piauiense Fábio Abreu. Ele declarou que, com a filiação de Bolsonaro ao PL, muitos integrantes do grupo debandarão.

“Nós do PL estávamos em uma situação tranquila, em uma composição praticamente fechada, mas, recentemente, fomos pegos pelo turbilhão de possibilidades com a vinda do presidente Bolsonaro ao partido. O que temos afirmado é que temos um posicionamento, que não é de hoje, é um posicionamento já bem anterior até mesmo a 2018, desde 2014, onde firmamos uma parceria com o Governador Wellington Dias. Entendemos o lado do presidente em querer vir ao partido para comandá-lo, mas temos vários acordos pré-agendados e com certeza argumentaremos isso com o presidente do partido. Vai ser um grande problema para o presidente do partido conciliar toda essa problemática”, afirmou ele.

Deputado Federal Fábio Abreu

O deputado Fábio Abreu relatou que essa situação não é apenas no Piauí, mas também em estados como o Amazonas e São Paulo, onde neste o grupo tem mostrado interesse em apoiar o governador do estado, Dória, à presidência em 2022.

Fábio Abreu declarou que aguarda que o presidente Bolsonaro “descase” com o PL e decida seguir para outro partido político.

“Estamos nessa luta, pois, afinal de contas, é um partido que estava muito focado, unido no sentido de termos essa composição federal/estadual pronta para as eleições de 2022. Vamos aguardar, porque o partido pode descasar desse noivado. Espero que o presidente vá para outro partido e não para o PL, para que a gente possa retomar nossas projeções como estavam feitas antes desse anúncio”, declarou.

Ele destacou ainda como o presidente Bolsonaro desagrega ao querer adentrar em um partido unido, segundo ele, como o PL.

“É impressionante como, pela lógica, um presidente vir a um partido teoricamente é algo que motiva mais, une mais. Mas, infelizmente, o presidente Bolsonaro traz desunião em vários estados. Se o presidente do PL insistir, a debandada será muito grande em vários estados”, disse.

Fábio Abreu afirmou que já possui um plano B, caso a filiação se concretize.

“A gente tem sempre que ter um plano B para aquelas possibilidades que possam acontecer. Já temos uns 3 partidos com os quais estamos fazendo contato. Estamos bem unidos no PL e ter outro partido para receber esse grupo completo, é o ideal para a gente”, finalizou.

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade