ad16
GeralTodas as Notícias

Firmino Filho pediu orientação de como tirar licença médica, diz chefe do TCU no Piauí

O secretário informou que o ex-prefeito não oficializou o pedido de licença médica.

O secretário do Tribunal de Contas da União (TCU) no Piauí, Luís Emílio Xavier dos Passos, confirmou ao portal Cidadeverde que o ex-prefeito Firmino Filho chegou a pedir orientação de como requisitar licença médica. O chefe do TCU no estado informou que todos os funcionários estão abalados e que Firmino Filho foi um dos mais assíduos e presentes servidores do Tribunal.

“O TCU ficou muito animado com seu retorno, porque ele trazia a visão de um gestor e é importante essa experiência. Tínhamos certeza que daria sua contribuição. Ele se apresentou no dia 18 de janeiro e vinha trabalhando muito. Era um dos mais assíduos e presentes auditores. Uma grande perda para o tribunal e para o Piauí”, disse Luís Emílio.

Firmino ingressou nos quadros do TCU em 1992 e se afastou para ser secretário Municipal de Finanças e depois prefeito de Teresina.

Ao retornar este ano, Firmino Filho passou a ocupar a Secretaria de Controle Externo da Gestão Tributária e Supervisão de Contas do Tribunal, que foi criada recentemente. Ele era auditor federal de controle externo. 

Firmino Filho, ex-prefeito de Teresina

Licença médica
O secretário informou que o ex-prefeito não oficializou o pedido de licença médica, mas chegou a solicitar auxílio de como proceder caso quisesse ingressar com pedido.

“Ele pediu orientação de como requisitar a licença e ele foi orientado. O funcionário explicou que tinha os procedimentos como apresentação de laudo médico. Mas, ele não oficializou o pedido”.

Abalados, funcionários foram dispensados do trabalho
Desde terça-feira, os funcionários terceirizados, um deles – que faz a limpeza – foram dispensados do trabalho. Os quatro funcionários estão abalados e ajudam equipes de investigação. Ontem, o copeiro prestou depoimento no DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa).  O funcionário de serviços gerais foi o último a vê Firmino na sala de reunião segurando o celular e com os pés quase descalços.   

Firmino trabalhava além da jornada
O ex-prefeito teria que trabalhar 7 horas por dia de forma flexível, mas cumpria expediente além do que era exigido. 

“Ele estava indo trabalhar todos os dias, manhã e tarde e me disse que ainda estava preparando o ambiente em casa para fazer o home-office e que estava se familiarizando com o sistema do TCU”.

Funcionário muito presente
Para Luís Emílio, Firmino foi um funcionário dedicado, estudioso e preocupado com seu trabalho. “Era uma pessoa que se dava bem com todos. Ele era reservado, mas tratava a todos com carinho e respeito”. 

DHPP solicita planta do 14º andar
O secretário do TCU informou que o DHPP pediu a planta do pavimento do 14º andar, onde funciona a sede do TCU em Teresina para ser analisado na investigação. Foi cedido também o sistema de câmeras do circuito interno, e materiais encontrados na mesa de Firmino Filho. A Polícia levou também os sapatos e o aparelho celular do ex-prefeito para ser periciado. 

Cidade Verde

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade