ad16
DestaquesSimõesTodas as Notícias

Homem é espancado e morre ao impedir tentativa de estupro contra criança

Os suspeitos estão presos na Delegacia Regional de Polícia Civil, em Simões, e se encontram à disposição da justiça para as medidas cabíveis.

Um homem identificado como Josimar Feitosa Lima morreu ao impedir uma tentativa de estupro contra uma criança de nove anos de idade. O caso ocorreu no bairro Vila Nair, na zona urbana da cidade de Simões, na região de Picos. Segundo o capitão Raimundo Nonato Sobrinho, comandante da 2ª Companhia da Polícia Militar, a vítima foi espancada e morreu um dia após dar entrada no Hospital Municipal Zuca Batista.

Três homens são suspeitos de participação nos crimes e foram presos.

“Os acusados teriam tentado estuprar uma garotinha de nove anos, tendo sido impedido pela vítima que protegeu a criança. Ao tomar conhecimento do fato, a PM foi em diligência e capturou os indivíduos. Foram autuados na delegacia de Simões”, disse o capitão Sobrinho.

A tentativa de estupro e o espancamento ocorreram na última quinta-feira (19). No dia seguinte, foram presos Adriano Raimundo, vulgo Dri, e os irmãos identificados como Carlos Daniel Silva Araújo, vulgo Niel, e José Feitosa, vulgo Zé Filho.

Delegacia de Simões
Delegacia de Simões

“O Dri foi primeiro suspeito capturado e se encontrava dormindo em sua residência. Momentos depois, a equipe foi até o interior e conseguiu capturar os irmãos Niel e Zé Filho que se encontravam na casa de parentes. Eles serão transferidos hoje para a penitenciária de Picos”, completa o comandante da 2ª Companhia da Polícia Militar.

INVESTIGAÇÃO PREJUDICADA

O delegado Ramon Brito Cavalcante ressalta que os suspeitos já foram ouvidos, mas que as investigações estão prejudicadas por falta de viaturas. As intimações só estão sendo realizadas através da Polícia Militar.

“Os suspeitos estavam bebendo na casa de uns conhecidos, cercaram a criança, ameaçaram fazer maL a ela, mas a mesma correu para dentro de casa quando o rapaz interveio. Ao ser presos, eles negaram tudo. Não temos mais detalhes porque estamos sem condições de fazer diligências por falta de viaturas. Essa investigação e outras, como a tentativa de homicídio contra um ex-vereador de Marcolândia e um homicídio no trânsito, estão prejudicadas por falta de viaturas. Estamos nesta situação há mais de 40 dias”, disse o delegado.

Sobre a falta de viaturas, o Cidadeverde.com entrou em contato com a assessoria da Secretaria de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI) e aguarda retorno.

Leia Também