ad16
CidadeDestaques

Incêndio destrói trailers no bairro Junco. Veja imagens!

Trailer de Antonio Juraci teve perda total – Foto: Luis Fernando Silva

Madrugada de tumulto no bairro Junco. Um incêndio durante a madrugada desta quinta-feira (6) tirou o sono de moradores vizinhos à Igreja de São Francisco de Assis. Ninguém ficou ferido, mas comerciantes do local acreditam que os prejuízos beirem R$ 50 mil.

Os proprietários de quatro dos populares trailers localizados entre a Praça Valquíria Monteiro e a Igreja Matriz de São Francisco de Assis foram surpreendidos durante a madrugada com a notícia de que seus estabelecimentos estavam em chamas.

De acordo com testemunhas, o fogo foi percebido por volta da 1h30. Moradores ainda tentaram combater as chamas, mas sem sucesso. O incêndio só foi controlado com a chegada do Corpo de Bombeiros.

Estúdio de fotógrafo ficou completamente destruído – Foto: Luis Fernando Silva
Antonio Juraci – Foto: Luis Fernando Silva

Prejuízos

Os prejuízos são altos: dos quatro pontos atingidos, dois tiveram perda total. Entre os mais prejudicados, o trailer do fotógrafo Joaquim Paulo, que havia se instalado há poucos meses no local e teve perda total.

Antonio Batista de Brito, mais conhecido como Antonio Juraci, também perdeu tudo. O comerciante que até pouco tempo residia no mesmo local em que trabalhava há mais de cinco anos diz que o momento é de tristeza. Para ele, há a possibilidade de que o incêndio tenha sido criminoso. “Isso aqui foi criminoso. A porta [do meu trailer] estava aberta”, ressalta. Antonio Juraci afirma ainda que o suposto incendiário pode ser um antigo desafeto seu.

O proprietário da Sapataria Freire, um dos menos atingidos pelas chamas, afirmou que em 22 anos que trabalha no local nunca havia vivenciado qualquer tipo de problema. “Aqui sempre foi um lugar bastante sossegado, a gente não imagina o que aconteceu. A gente não pode julgar ninguém, mas eu fico pensando em ‘fogo criminoso’”, pontua.

Incêndio no bairro Junco – Foto: Luis Fernando Silva

Controle das chamas

Populares reclamaram da demora do Corpo de Bombeiros em iniciar o trabalho de contenção das chamas. Em entrevista a nossa reportagem, a tenente Ana Cleia explicou que o local estava energizado e impossibilitou o trabalho da equipe. “De imediato foi ligado para a Eletrobrás, no entanto, eles demoraram bastante e outras barracas chegaram a pegar fogo. O bombeiro lá acompanhando, mas sem poder fazer muita coisa”, declarou.

 

Chamas destruíram tudo – Foto: Luis Fernando Silva
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.