ad16
GeralTodas as Notícias

Itapissuma e Indústrias Coelho: Dois golpes mortais para a região de Picos

A suspensão das atividades da Itapissuma, fábrica do cimento Nassau no Piauí, é o segundo grande golpe contra a economia da região de Picos em pouco tempo. O primeiro foi o fechamento das Indústrias Coelho, do ramo têxtil. Os dois empreendimentos tiveram grande impacto na economia da região.

O encerramento das atividades da Itapissuma no município de Fronteiras foi anunciado ontem pela empresa, instalada no final dos anos 90 e inaugurada em julho de 2001. Com o fechamento da indústria, 526 trabalhadores perdem seus empregos.

A instalação da Itapissuma em Fronteiras mobilizou uma grande estrutura, desde a construção de estrada asfaltada à montagem de uma subestação de energia com capacidade para abastecer uma cidade como Picos.

O ex-senador João Vicente Claudino informou ontem que acompanhou de perto todo o processo, como secretário de Indústria e Comércio do Governo Mão Santa. Ele lamentou o fechamento da indústria.

A Itapissuma recolhia mensalmente em torno de R$ 500 mil em ICMS para o Estado do Piauí. 

Indústrias Coelho

As indústrias Coelho S/A, com sede em Petrolina-PE, se instalaram em Picos nos anos de 1960. Após uma forte crise do setor têxtil, foi arrendada pela Piauí Têxtil S/A, em 1980. Já no fim da década de 2000, a indústria, em virtude de uma crise administrativo-financeira, pôs fim à suas atividades no município, demitindo seus funcionários sem os devidos pagamentos trabalhistas.

Indústrias Coelho S/A – Foto: Reprodução/ Joel Marques

O fato gerou grande repercussão local, pois a indústria empregava parcela significativa de trabalhadores da região. Existiam casos e trabalhadores com mais de 25 anos na empresa. A Justiça do Trabalho, através da Vara do Trabalho de Picos, determinou a venda de toda a estrutura da fábrica da antiga Indústria Coelho, para pagar  débitos trabalhistas de mais de 300 trabalhadores, bem como as contribuições previdenciárias, custas processuais, honorários advocatícios e impostos. O espólio da indústria foi adquirido em 2015 pelo Grupo R. Sá. 

Fonte: Zózimo Tavares / Cidade Verde

Tags

Leia Também

Publicidade