ad16
AutoPECASonline24.pt
DestaquesGeralTodas as Notícias

Máquina de construtura afunda em obra das laterais da BR-316 no bairro Bomba

Uma máquina retroescavadeira da construtura que realiza a obra das laterais da BR 316 em Picos afundou na construção na tarde desta terça(28). Após a chuva que ocorreu em Picos, o solo bastante úmido foi o causador do problema com o maquinário no bairro bomba, onde as obras se concentram.

A dificuldade do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes), órgão federal responsável por construir a obra tem irritado os moradores de Picos.

Retroescavadeira afunda na obra das laterais da BR 316 em Picos
Retroescavadeira afunda na obra das laterais da BR 316 em Picos

CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS SOBRE A OBRA

A prefeitura de Picos e o empresariado da cidade se reuniram em maio de 2019 com o superintendente do DNIT, Ribamar Bastos, que na ocasião confirmou o prazo para finalizar as obras ainda no mês de setembro do ano passado, porém até agora, apenas uma parte foi finalizada.

VEJA VÍDEO!

MOROSIDADE DA OBRA

Em dezembro do ano passado o PORTAL RIACHAONET publicou uma matéria falando das dificuldades dos comerciantes da área do bairro Bomba.

O bairro Bomba é o prejudicado da vez. Comerciantes da região relatam diminuição em mais de 50% nas vendas de alimentos e serviços. Na região, o nicho de alimentação e de autopeças são os mais prejudicados.

ENTENDA A OBRA

Desde o dia 19 de dezembro de 2017 cerca de 46 homens deram início às obras de drenagem da BR 316 em seu perímetro urbano. A obra é do Governo Federal, gerenciada pelo DNIT – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes e executada pela Única Construtora Ltda. A mesma prevê a drenagem da BR 316, no trecho urbano de Picos, partindo do bairro Paraibinha até o fim das vias laterais no bairro Bomba.

Segundo informações, hoje a obra foi executada em três segmentos: um na Paraibinha, outro no Jardim Natal próximo ao 3º BEC e outro próximo ao Picos Plaza Shopping indo até as proximidades da locadora de carros Localiza.

O objetivo da obra, que tem duração prevista de 18 meses, é pôr fim ao acúmulo da água de chuva nas vias laterais, que vem causando danos à pavimentação e à população no período do inverno.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui