ad16
Saúde

Ministro Alexandre Padilha confirma presença na Conferência Estadual de Saúde do Piauí‏

Alexandre Padilha Ministro da Saúde
Alexandre Padilha. Ministro da Saúde - Foto: Ilustração

Na manhã desta terça-feira (23) foi realizada a segunda videoconferência para a organização da Conferência Nacional em Saúde. O evento acontecerá no final do mês de novembro em Brasília e contará com a participação de todos os estados da federação. A conferência realizada hoje foi presidida pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha. Na oportunidade, Padilha confirmou participação na etapa do Piauí no dia 14 de outubro.

Em três horas de discussão foram apresentados os dados em cada estado e traçadas algumas metodologias de escolhas de delegados para a Conferência Nacional. Todo o território nacional acompanhou a transmissão pela internet ou nas salas do Data SUS, em cada capital. No Piauí foram colocados dois pontos de transmissão: um na sala do Data SUS, no Centro de Teresina, e outro na Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi). Até o momento, o Estado soma 66% de cobertura das etapas municipais, ou seja, dos 224 municípios piauienses, 149 já realizaram conferências e escolheram os delegados para a etapa estadual.

De acordo com a coordenadora da Conferência no Estado, Ana Eulálio, a expectativa é de 800 participantes. “Até o dia 15 de setembro finalizaremos em todos os municípios. Esperamos contar com a participação dos conselheiros nacionais Francisco Junior e Jurema Weker para a Conferência aqui no Piauí”, declara. Os conselheiros citados acompanhavam o ministro na mesa moderadora durante a transmissão.

No Piauí, a etapa estadual acontecerá nos dias 13, 14 e 15 de outubro deste ano. O ministro estará presente no dia 14. “Peço desculpas aos estados que fizeram o convite para a mesma data, mas já tinha assumido o compromisso com o Estado do Piauí”, declarou o ministro. Diretores, coordenadores, gerentes e superintendentes da Sesapi, bem como membros do Conselho Estadual de Saúde, acompanharam a transmissão.

INTO realiza ação assistencial ambulatorial no HGV 

O INTO – Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia, órgão do Ministério da Saúde, com sede na cidade do Rio de Janeiro, através de Convênio de Cooperação Técnica, celebrado com a Secretaria Estadual de Saúde – SESAPI, realizou Ação Assistencial Ambulatorial no Hospital Getulio Vargas na semana passada para atendimento de pacientes com Escoliose e Hérnia de Disco.

A Ação Assistencial Ambulatorial foi realizada por dois Ortopedistas e um Anestesista, destinada a 40 pacientes que aguardam cirurgias de coluna no HGV, alguns com até 03 anos de espera. Dos 40 pacientes selecionados, 34 compareceram, sendo que 20 tiveram indicação cirúrgica e 14 indicação de tratamento conservador, através de acompanhamento por especialistas.

Os pacientes com indicação de cirurgias serão submetidos a exames pré-operatórios, cujas cirurgias serão realizadas no final de setembro, no HGV, pela equipe do INTO, composta por médicos, anestesistas, enfermeiros e técnicos em enfermagem.

Durante a Ação Assistencial Ambulatorial foi constatada a alegria de familiares e pacientes que sofrem com sérios problemas de deformidades de coluna, alguns em cadeiras de rodas. Os depoimentos, na maioria sob forte emoção, foram de agradecimento pela certeza de melhoria na qualidade de vida de pessoas que já estavam sem esperança da realização do tratamento.

“Recebemos total apoio da Secretaria Estadual de Saúde, deputada Lílian Martins, fazendo cumprir todas as clausulas do Convênio de Cooperação Técnica celebrado entre as Instituições”, disse o Coordenador da Clinica Ortopédica do HGV, Dr.Wilson Rodrigues.

O INTO é um centro de excelência no tratamento de doenças e traumas ortopédicos de média e alta complexidades. Anualmente, o Into realiza cerca de 6 mil cirurgias.

II Fórum para o Controle do Tabagismo reforça luta da Sesapi
A diretora executiva da Aliança de Controle do Tabagismo (ACTBr), do Rio de Janeiro, Paula Johns, junto com técnicos e diretores da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), promoverão o II Fórum de Mobilização Social para o Controle do Tabagismo. O evento será realizado no próximo dia 24, nesta quarta-feira, a partir das 08h, no Auditório da Ordem dos Advogados Secção Piauí (OAB – PI).

Vanessa Nunes, coordenadora de Atenção à Saúde do Adulto e do Idoso, acredita que o evento vai reforçar a luta que a Sesapi vem implantando no Piauí, para combater as doenças relacionadas ao tabagismo.

“Estamos muito entusiasmados com a vinda da Aliança, que é uma entidade que promove seminários e atividades neste sentido, em todo o Brasil. A ACT tem levantado a bandeira de uma vida mais saudável e aqui no Piauí estamos atentos também a essas questões”, disse a coordenadora.

O Fórum é direcionado a Organizações Não Governamentais e entidades de todo o Estado que já desenvolvem ou tenham potencial de desenvolver ações em prol do controle do tabagismo, com o objetivo de capacitar multiplicadores e fortalecer a rede da sociedade civil organizada.

O Tabagismo, identificado como um dos importantes fatores de risco, juntamente com o sedentarismo, a má alimentação e o uso abusivo de álcool, tem contribuído para aumentar ou agravar os casos de Doenças Crônicas Não Transmissíveis.

Outra ação que será discutida no Fórum serão as alterações da Lei Anti-fumo, recentemente, aprovada pela Câmara Municipal de Teresina. Vanessa Nunes adianta que especialistas e a população darão sugestões e discutirão sobre o projeto.

O Fórum Social do Tabagismo é uma realização da Sesapi em parceria com o Comitê Estadual de Combate ao Tabagismo e a Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina. Abaixo, confira a programação completa do Fórum, com a lista dos palestrantes

Programação:

08:00h – Recepção

08:30h – Abertura: Coordenadora Estadual do Programa de Controle do Tabagismo da Secretaria de Estado da Saúde e Presidente do Comitê Estadual de Controle do Tabagismo – Vanessa Veloso Nunes.

09:00h – Palestrante convidada: Paula Johns – Diretora Executiva da ACTBr: O tabagismo no contexto mundial e a implementação de políticas públicas no controle do tabagismo no Brasil Coordenadora: Vanessa Nunes Veloso

09:30h – Os efeitos do tabagismo passivo: implicações na saúde pública e na saúde do trabalhador. Dra. Isabel Cristina de Paula – Odontóloga, Ong Gemdac, Conselho Estadual de Saúde e Comitê de Controle do Tabagismo.
Coordenador: Ricardo Cruz (Faculdade Santo Agostinho e Comitê de Controle do
Tabagismo).

09:50h – A Lei Anti-fumo e sua constitucionalidade. Dr. Astrogildo Mendes Assunção Filho. Presidente da Comissão dos Direitos do Consumidor da OAB.
Coordenadora: Célia Oliveira (Sesapi e Comitê de Controle do Tabagismo)

10:20h – A aplicabilidade da Lei Anti-fumo na prática. Dr. José Feliciano de Paiva. Gerente da Vigilância Sanitária Municipal (Gevisa).
Coordenadora: Tânia Maria Miranda (Agespisa e Comitê de Controle do Tabagismo)

10:40h – Ambientes livres de tabaco e a Convenção – Quadro Controle do Tabaco. Paula Johns – Diretora Executiva da ACTBr.
Coordenadora: Meire Silva (FMS e Comitê de Controle do Tabagismo)

11:20h – Documento de encaminhamento do Fórum para as autoridades.

11:40h – Encerramento.

Ascom

[ad#ad-3][ad#ad-3]
Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade