ad16
https://ead.uninta.edu.br/
AutoPECASonline24.pt
DestaquesGeralTodas as Notícias

No Piauí, sete militares foram mortos em 2015; cinco em apenas quatro meses

Sete policiais militares do Piauí foram mortos em 2015. Dados da corporação mostram que cinco mortes aconteceram nos primeiros meses do ano. O último caso aconteceu na tarde de segunda-feira (23),quando o cabo Erisvan Mesquita da Silva, foi morto a tiros na Zona Sul de Teresina.

De acordo com a Polícia Militar, apenas um policial foi morto em exercício e os outros faziam parte da reserva da corporação ou foram mortos em circunstâncias ainda desconhecidas.

seguranca_governador

Segundo o subcomandante da Polícia Militar, tenente-coronel Lindomar Castilho, em pelo menos três crimes a motivação seria o fato das vítimas serem da polícia. “Os demais casos estão sendo investigado. É lamentável que isto aconteça com policiais militares, pessoas que têm como dever servir para o bem da sociedade”, comentou.

Relembre os casos
A primeira morte ocorreu em fevereiro. Na época, um PM que trabalhava fazendo a segurança da família do governador Wellington Dias foi assassinado quando reagiu a um assalto.

Movimentação na Rua Raimundo Portela, onde um dos casos aconteceu (Foto: Ellyo Teixeira/G1)

Outro caso foi registrado no mês seguinte na cidade de Luzilândia. O cabo Raimundo Cunha foi assassinado na periferia por dois homens. Segundo a polícia, a motivação para o crime pode ter sido vingança. No mesmo mês, o tenente Itamar de Oliveira Carvalho, de 49 anos, foi morto com nove tiros dentro de casa em Timon, Maranhão.

Em abril, Valério Gonçalves de Araújo, policial militar reformado, foi morto a tiros zona rural de Timon.Segundo o comandante das Rondas Ostensivas de Naturezas Especiais (Rone), os criminosos estavam escondidos em um matagal e aproveitaram que o sargento passava no local para efetuar os disparos em direção ao veículo do sargento. Além de atirar contra o PM, os bandidos também atearam fogo no veículo.

No mês de maio, a vítima foi Raimundo Carlos que era policial aposentado e trabalhava como segurança na clínica particular fica localizada no bairro Marquês, Zona Norte de Teresina. Ele foi atingido com três tiros no peito durante uma tentativa de assalto ao motoboy da empresa, que portava um malote de dinheiro. O policial reagiu, foi baleado e ainda chegou a ser socorrido, mas não resistiu e morreu.

Em julho, um policial militar do Piauí foi assassinado durante uma tentativa de assalto em uma loja de celulares localizada na cidade de Timon, no Maranhão. A polícia não soube informar se o militar prestava serviços como segurança no estabelecimento ou se estava no local apenas como cliente.

Caso mais recente
Erisvan Mesquita da Silva  foi morto a tiros na Zona Sul de Teresina na tarde de segunda-feira (23). Segundo a polícia, o cabo levava dentro de sua mochila um malote de dinheiro que pertencia a uma rede de postos de combustível da cidade de Picos. Esse fato leva a crer que o crime pode ter sido uma tentativa de assalto.

A vítima trabalhava há 10 anos no setor administrativo da coorporação. Pela manhã o policial era responsável pela entrega de processos e no turno da noite fazia a segurança na casa de desembargadores do Tribunal de Justiça.

“Até o momento não podemos confirmar o motivo da morte, até porque a vítima estava em serviço, mas poderia ter atraído a atenção de assaltantes por causa do dinheiro”, disse o subcomandante da Polícia Militar, tenente-coronel Lindomar Castilho.

G1

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade