ad16
Economia

Piauí vai promover maior congresso apícola do Brasil

Casa APIS em Picos - Foto: Arquivo RIACHAONET
Casa APIS em Picos - Foto: Arquivo RIACHAONET

Cerca de duas mil pessoas deverão participar do II Congresso Nordestino de Apicultura e Meliponicultura, o maior evento do ramo no Nordeste, que será realizado em Teresina, nos dias 1 e 2 de dezembro deste ano. O Piauí é um dos maiores produtores de mel do Brasil. No mesmo período será realizada a II Feira da Cadeia Apícola, que reunirá, na capital, 30 expositores, entre órgãos públicos e empresas privadas, apresentando projetos, ações, equipamentos, insumos e produtos desenvolvidos para o setor. Organizada pela Federação das Entidades Apícolas do Piauí (Feapi), o congresso tem apoio do Governo do Estado.

O II Congresso Nordestino de Apicultura e Meliponicultura terá como tema Mudanças climáticas e a criação de abelhas e seu objetivo é fortalecer os setores apícolas e meliponícola através da difusão de conhecimentos e novas tecnologias baseados na preservação ambiental, organização social, gestão e mercado.

A programação do congresso inclui palestras, oficinas, mini-cursos, conferências, painéis temáticos e rodadas de negócios, além de visita à Central de Cooperativas Apícolas do Semiárido Brasileiro (Casa Apis), em Picos, e à Cooperativa Mista dos Apicultores da Microrregião de Simplício Mendes (Comapi). Entre os temas que serão abordados biologia, anatomia e fisiologia das abelhas, melhoramento e sanidade das abelhas, meio-ambiente, formas de integração para maior sustentabilidade da apicultura e meliponicultura do Nordeste, polinização, mercado para os produtos apícolas, flora apícola e meliponícola; certificação; gestão na apicultura; diversificação da produção apícola e inovação em tecnologias apícolas e meliponícolas; entre outros assuntos.

Segundo a Confederação Brasileira de Apicultura (CBA), no Piauí existem cerca de 25 mil apicultores, que este ano já exportaram 320 toneladas de mel para os Estados Unidos, Canadá, Reino Unido e Alemanha. Em junho, o Estado conseguiu o primeiro lugar do Brasil em exportações de mel, com quase US$ 2 milhões. O congresso tem também o apoio do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Confederação Brasileira de Apicultura (CBA), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Banco do Nordeste, Banco do Brasil, Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf); Universidade Federal do Piauí (UFPI), Fundação Banco do Brasil, Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI).

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade