ad16
Geral

Picoense integra comissão federal que apura crimes contra cidadãos LGBT no Ceará

[ad#336×280]Depois de várias agressões e ameaças homofóbicas no município de Itatira, cidade localizada a 216 km de Fortaleza-CE, o Governo Federal resolveu enviar uma comissão especial da Secretaria de Direitos Humanos da presidência da República para apurar as denúncias.

Entre os representantes está Jovanna Cardoso, Coordenadora Municipal da Coordenadoria de Direitos Humanos de Picos.

De 08 a 11 de abril a comissão estára se reunindo com várias autoridades, entre elas, o Prefeito Municipal, Secretários de Educação e Saúde, representantes da Câmara de Vereadores, membros do Ministério Público, Polícias e Conselhos Municipais para realizar um diagnóstico da situação e traçar metas para combater a discriminação e o crime de homofobia.

Jovanna Cardoso, Coordenadora Municipal da Coordenadoria de Direitos Humanos de Picos
Jovanna Cardoso, Coordenadora Municipal da Coordenadoria de Direitos Humanos de Picos

“Devemos elaborar relatórios sobre a situação e enviar para o Governo Estadual e Federal, conselhos nacionais, bem como encaminhar os casos para organizações de direitos humanos garantindo a segurança da população discriminada”, explica Jovanna Cardoso, que também é membro do Conselho Nacional LGBT. A expectativa é que com os dados sobre os crimes praticados em Itatira,sejam desenvolvidas políticas públicas de combate e enfrentamento a homofobia.

A visita em Itatira é uma das primeiras ações da Comissão Interministerial de Enfrentamento à Violência contra Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT), criada para acompanhar os casos de discriminação à comunidade LGBT.

(Com informações de Picos Mix)

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade