ad16
GeralSaúdeTodas as Notícias

Posto de Assistência Médica (PAM) desenvolve campanha de diagnóstico da tuberculose em Picos

As atividades da campanha tiveram início nesta terça-feira, 09 de março, com a entrega de materiais aos primeiros 10 enfermeiros de PSF diferentes e segue até o dia 15 de abril.

O Posto de Assistência Médica (PAM) juntamente com o programa de Saúde da Família estão desenvolvendo uma campanha com o objetivo de detectar casos ativos da tuberculose no município de Picos. O mês de março é voltado para controle da tuberculose. As atividades da campanha tiveram início nesta terça-feira, 09 de março, com a entrega de materiais aos primeiros 10 enfermeiros de PSF diferentes e segue até o dia 15 de abril.

A tuberculose é uma doença infectocontagiosa que afeta principalmente os pulmões, mas também pode acometer órgãos como ossos, rins e meninges. Segundo a OMS, um terço da população mundial está infectada pelo Mycobacterium tuberculosis e em risco de desenvolver a doença. Há cerca de 8,8 milhões de doentes e 1,1 milhões de mortes por ano.

Coordenador do PAM – Gilberto Valentim.

O coordenador do PAM, Gilberto Valentim, explica que devido a pandemia, por não ser possível realizar a campanha física com pessoas para examinar, estão sendo traçadas estratégias com a coordenação da Atenção Básica de Saúde para mobilizar os profissionais e que as unidades de Saúde que funcionam os PSF encaminhem ao menos 5 exames de baciloscopia para escarro de sintomática respiratória.

“Se conseguirmos fazer essa parceria com o PSF e cada unidade nos mandar 5 exames, como são 36 unidades a gente vai ter uma leva de 180 exames, considerando que cada paciente terá que fazer duas amostras, vamos para 360 exames. Feito esse levantamento, no final do mês vamos ter ideia de quantos casos conseguimos diagnosticar entre os sintomáticos respiratórios”, explicou o coordenador.

Gilberto Valentim destaca que após essa coleta de dados, deve-se considerar que a cada 100 sintomáticos respiratórios examinados deve ter uma faixa de diagnósticos entre 3 a 5 casos. Com isso, de acordo com ele, terá em média cerca de 10 a 15 casos diagnosticados. “Se tivermos além de 15 casos diagnosticados devemos aumentar a busca ativa, pois o indicador estará muito alto, se tivermos abaixo dessa quantidade, devemos mudar para uma estratégia diferente pois o serviço precisa ser melhor organizado para buscar os casos sintomáticos respiratórios”, disse Gilberto Valentim.

A campanha desenvolvida pelo PAM funcionará com o objetivo de diagnóstico da situação do município em relação a tuberculoso e pautará as ações futuras do órgão em relação a referida doença. “Quando começarmos a fazer isso considerando que o PSF atinge a zona rural e urbana de Picos, iremos ter exatamente o perfil da tuberculose no município para começarmos a fazer as buscas ativas a partir do segundo semestre, esperando que a pandemia da COVID-19 tenha diminuído”, finalizou Gilberto Valentim.

Fonte: CCOM

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade