ad16
AutoPECASonline24.pt
DestaquesGeralTodas as Notícias

Prefeitura de Picos esclarece cancelamento do concurso público

O prefeito de Picos, Pe. Walmir Lima (PT), determinou o cancelamento do concurso público do município, através de um decreto que foi encaminhado para publicação no Diário Oficial dos Municípios desta terça-feira (25), após recomendação do Ministério Público Estadual (MPE).             

Em entrevista coletiva concedida à imprensa nesta terça-feira (25), na Sala de Reuniões da Prefeitura, o procurador geral do município, José Antonio Monteiro Neto, destacou que assim que o gestor assumiu o comando do Palácio Coelho Rodrigues, o Ministério Público recomendou a suspensão do concurso para apurar supostas irregularidades do certame.

Procurador do Município, José Neto Monteiro-Foto: Romário Mendes
Procurador do Município, José Neto Monteiro-Foto: Romário Mendes

“Durante esses meses o Ministério Público fez as investigações e ontem nos notificou, dando-nos uma recomendação pela anulação de todo o processo licitatório do concurso. Tínhamos o prazo de 10 dias, optamos por fazer logo”, pontuou o advogado.

José Neto explicou que a prefeitura acatou a recomendação do MP e decidiu anular o concurso para não prejudicar os candidatos futuramente. “Temos que tratar a sociedade com respeito. Se há um indicativo do Ministério Público, cuja função é ser fiscal da lei, então é um dever da administração seguir esse indicativo, porque temos respeito com os concursandos para que eles não sejam prejudicados no futuro”, esclareceu.

O Ministério Público do Piauí entendeu que o processo licitatório do concurso ocorreu de forma indevida, pois faltaram pontos providenciais para a licitação ter ocorrido de forma correta.  Caso a Prefeitura não atendesse à recomendação, seria instaurado um processo judicial para cancelamento do certame. “Por prudência e responsabilidade, optamos por agir logo”, destacou.

Novo concurso

A Prefeitura de Picos realizará nova licitação para escolha da instituição provedora o concurso. “Estamos preocupados em atender não mais na modalidade pregão, onde se escolhe a empresa pelo preço,  como foi feito no primeiro semestre deste ano, mas por licitação, levando em conta a credibilidade do instituto”, ressaltou José Neto.

Em seguida, o Município lançará novo processo de seleção para preenchimento de cargos dos profissionais efetivos que devem atuar nas zonas urbanas e rural de Picos.

Devolução das inscrições

O procurador esclareceu, ainda, que a Prefeitura notificará, o mais rápido possível, o Instituto Machado de Assis para que providencie a devolução do valor pago pelos inscritos ou para que adotem as medidas cabíveis.

“A população pode ficar tranquila que tudo está sendo feito prezando a lei e a responsabilidade social. Dentro de poucos dias informaremos os próximos passos desse processo”, finalizou José Neto.

 

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade