ad16
GeminianoGeralMunicípios

Programa garante contratação de novos médicos para Geminiano

[ad#336×280]A população de Geminiano conta agora com mais dois médicos para o atendimento, cujo trabalho dos mesmos já foi iniciado semana passada. A contratação deles ocorreu graças ao Programa de Valorização dos Profissionais da Atenção Básica (PROVAB), do Governo Federal.

Na última sexta-feira, dia 1º de março, aconteceu um mutirão de atendimento médico no Centro Municipal de Saúde “Raimundo de Barros Araújo”, sendo que na oportunidade os novos profissionais foram apresentados à população. Os contratados através do PROVAB são os médicos Marco Aurélio Portela Macêdo e Lamartine Rocha.

Novos médicos para Geminiano-Foto: João Paulo Leal
Novos médicos para Geminiano-Foto: João Paulo Leal

A apresentação dos profissionais, que chegam para reforçar ainda mais a saúde de Geminiano, contou com a presença do prefeito Jader de Sousa Borges, do vice-prefeito Luiz Gonzaga, do secretário de Saúde, Manoel Borges de Moura, da presidente da Câmara, Vanusa Moura, dentre outros. Também estiveram presentes outros profissionais que já atuam no setor de saúde em Geminiano, como o médico Paulo de Tarso, a pediatra Rosa Macêdo, a psicóloga Cleivânia Silva e o fisioterapeuta Denilson de Sousa Leal. Representando a Secretaria Estadual de Saúde, José Maria de Macêdo.

O secretário de Saúde, Manoel Borges, ao dar boas vindas aos novos profissionais, ressaltou o compromisso da administração municipal em melhorar cada vez mais o setor de saúde, destacando também que além do atendimento médico diário na sede, no Centro de Saúde, a zona rural terá também o atendimento ampliado.

PROVAB

A segunda edição do Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica (Provab) promoverá a atuação de 4.392 médicos nos serviços de Atenção Básica, beneficiando a população de 1.407 municípios brasileiros. O programa é resultado de parceria entre os Ministérios da Saúde e Educação. A iniciativa promove a qualificação médica por meio de atendimento em unidades básicas na periferia de grandes cidades, municípios do interior, com populações carentes e de regiões remotas.

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade