ad16
DestaquesMunicípiosSimões

Promotor de Justiça pede o afastamento imediato do prefeito de Simões

[ad#336×280]O promotor de Justiça de Simões, Francisco de Jesus Lima, solicitou ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), desembargador Haroldo Rehem, e à presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Carmem Lúcia, o afastamento do prefeito eleito, em eleição suplementar, de Simões, Francisco Dogizete Pereira, por ter sido condenado na Justiça Federal por improbidade administrativa em processo transitado e julgado por não ter recorrido da sentença do magistrado e ficou inabilitado para exercer qualquer função pública.

“Apesar de ter sido condenado por improbidade administrativa em processo transitado e julgado, ele continua ocupando o cargo. Eu comuniquei ao presidente do TRE, desembargador Haroldo Rehem, no sentido de retirá-lo do cargo, assim como eu comuniquei à presidente do TSE já que ele foi condenado em uma ação por improbidade, que deixa claro que ficará inabilitado para exercer qualquer função publicação. Ele foi condenado este ano, mas a ação já foi transitado e julgado”, declarou o promotor de Justiça, Francisco de Jesus Lima.

Francisco Dogizete Pereira-Foto: Piauí em Foco
Francisco Dogizete Pereira-Foto: Piauí em Foco

Francisco Dogizete Pereira foi condenado por improbidade administrativo por ser tesoureiro da Prefeitura de Simões, na gestão do ex-prefeito da cidade Edilberto Abdias de Carvalho.

Os dois foram condenados na ação de improbidade administrativa com inabilitação para exercer qualquer emprego ou função pública e também fazer contratos com o serviço público.

A sentença foi proferida pelo juiz federal de Picos e Francisco Dogizete Pereira não recorreu da decisão.

Quem deverá assumir a Prefeitura de Simões é a candidata que ficou em segundo lugar na eleição suplementar, realizada no dia 2 de junho.

Com informações do Meio Norte

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade