ad16
https://ead.uninta.edu.br/
AutoPECASonline24.pt
GeralTodas as Notícias

Site ajuda a desvendar e combater notícias falsas

Em um mês, o Governo do Piauí já desmentiu cerca de 20 fakes news (notícias falsas) que circulavam nas redes sociais

Em um mês, o Governo do Piauí já desmentiu cerca de 20 fakes news (notícias falsas) que circulavam nas redes sociais a respeito de ações relacionadas ao combate ao coronavírus no estado. Com o intuito de levar a informação com veracidade e transparência, a Coordenadoria de Comunicação Social do Estado do Piauí (CCom) lançou a página na internet https://www.pi.gov.br/fakenews/ onde os piauienses podem encontrar os fatos verídicos e tem obtido um resultado muito positivo no combate às fakes. As redes oficiais do governo também são utilizadas para a divulgação da veracidade.

Para o coordenador de Comunicação, Allisson Barcelar, “a iniciativa foi necessária por conta do aumento da circulação de informações falsas e o risco que elas trazem ao próprio trabalho de prevenção”.

Entre as notícias falsas, a maioria tem o intuito de descredibilizar as ações do Estado, levantando falsamente a compra de materiais superfaturados; causar pânico ao divulgar que não estão sendo feitas ações, mesmo com o aumento substancial de mortes; informações distorcidas sobre os decretos; montagens fotográficas e de documentos e até mesmo falsas informações sobre atendimentos em saúde.

O governador Wellington Dias lamentou o fato de, mesmo em meio a todas as dificuldades em que o mundo inteiro está lutando contra um vírus e em favor da vida, seja necessário também combater as notícias falsas. “Peço encarecidamente aos piauienses que não compartilhem notícias de procedência duvidosa. Que, antes de dar um ‘compartilhar’, tenham o cuidado de antes verificar nas nossas redes oficiais. Ponderem se realmente aquela notícia tem credibilidade porque estamos vivendo um momento delicado, onde precisamos estar unidos e, principalmente, percebam que uma notícia falsa pode ter impacto na vida de uma pessoa, principalmente, porque a maioria destas fake news tem o intuito de gerar pânico social”, comentou.

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade