ad16
DestaquesGeralTodas as Notícias

Tarifa Social: Sul do Piauí tem 70 mil famílias com cadastro desatualizado

Uma vez cadastrado, é necessário que o cliente mantenha seu cadastro do Número de Identificação Social (NIS) atualizado a cada dois anos.

A Equatorial Piauí, em parceria com Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos (SASC), realiza um trabalho frequente, em todo o estado, de recadastramento de famílias assistidas pela Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE). São esforços em todas as frentes, desde mutirões de cadastros nos municípios até parcerias com os CRA’s para busca ativa das famílias aptas a receber o benefício. Uma vez cadastrado, é necessário que o cliente mantenha seu cadastro do Número de Identificação Social (NIS) atualizado a cada dois anos.

Atualmente, o programa tem dois alertas importantes aqui no Piauí. Muitas famílias preenchem os critérios necessários para participar do programa, mas não se cadastraram ainda para receber o benefício e o segundo alerta é para o número de clientes que já se cadastraram e estão com dados desatualizados, o que pode levá-los a perder o benefício na fatura de energia de até 65% de desconto. No sul do estado, com o cadastro de NIS desatualizado são mais de 70.000 famílias, sendo válido reforçar que nos próximos meses, mais 8.665 famílias ficarão desatualizadas com o cadastro. Em segundo levantamento, mais de 44000 mil famílias estão aptas, preenchem os critérios para participar do programa, mas ainda não se cadastraram.

Uma vez cadastrado, é necessário que o cliente mantenha seu cadastro do Número de Identificação Social (NIS) atualizado - Foto: Divulgação/AscomUma vez cadastrado, é necessário que o cliente mantenha seu cadastro do Número de Identificação Social (NIS) atualizado – Foto: Divulgação/Ascom

Como ação ativa para nossos clientes, a distribuidora reforça que os leituristas passarão a receber um alerta em seus equipamentos de leitura que sinalizarão quando aquele cliente está próximo de perder o benefício e abordar o cliente e informa-lo sobre a necessidade de comparecimento no CRAS para atualizar o NIS.

A distribuidora realizou um levantamento e elaborou um ranking das 04 cidades com maior número de famílias com potencial para recebimento do benefício da tarifa social e quantidade de clientes desatualizados, que podem perder o benefício caso não busquem o CRAS para regularização.

CidadeClientes desatualizadosPotencial para Tarifa Social
Picos39772805
Oeiras25661147
Floriano2563805
São Raimundo Nonato21391118

Para conferir a lista completa por município, clique no link a seguir: LISTA REGIÃO SUL – TARIFA SOCIAL

Como atualizar o cadastro

A atualização cadastral a cada dois anos pelos beneficiados é obrigatória e faz parte do conjunto de regras do programa implementado pelo Governo Federal. O responsável pelo NIS deve procurar o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do seu município para efetuar a regularização do cadastro. Caso o cliente não consiga o deslocamento até o CRAS, o cliente consegue se recadastrar também no site da SASC, no link: https://www.tsee.com.br/pi

Como se cadastrar – Critérios e canais

Os critérios para participar do programa podem ser conferidos neste link: Tarifa Social de Baixa Renda – Equatorial Energia – PI, no site oficial da Equatorial Piauí e são vários os canais disponíveis para o cadastro, abaixo listados:

  1. Pela Clara, assistente virtual no whatsapp: (86) 3328-8200
  2. Pelo site oficial da Equatorial Piauí: Cadastro Baixa Renda – Equatorial Energia – PI
  3. Pelas agências de atendimento presenciais ou postos credenciados
  4. Pelo site da SASC: https://www.tsee.com.br/TSEE/PI
  5. Em contato com nossos leituristas, apresentando os documentos necessários

Meio Norte

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade