ad16
GeralPolícia

Cresce a taxa de homicídios a mulheres no Piauí, diz Sinpolpi

Violência contra a mulher
Maria da Penha, ícone da luta pelo fim da violência contra mulher – Foto: Reprodução

Cinco mulheres foram assassinadas no mês passado no Piauí. Com isto, o Estado volta a ser destaque negativo na violência contra o sexo feminino depois de registrar apenas dois casos no mês de maio. Os dados são de uma pesquisa mensal feita pelo Sindicato dos Policiais Civis de Carreira do Piauí (Sinpolpi). Só para efeito de comparação, o mês de abril deste ano foi o mês que registrou o maior número de assassinatos tendo como vitimas as representantes do sexo feminino, num total de nove casos.

Segundo a pesquisa, que é feita com base nas informações publicadas pelos meios de comunicação do Estado, principalmente jornais impressos e portais de internet, dos casos registrados em junho, apenas um aconteceu na capital e os outros quatro, em municípios distintos.

Ao contrario de outras pesquisas onde a briga motivada pelo ciúme era a principal causa, em junho apenas um caso foi considerado passional. Dois foram por brigas em bebedeiras, fato que demonstra um aumento de mulheres ingerindo bebidas alcoólicas e outros dois casos não tiveram os seus motivos revelados até o fechamento dos dados da pesquisa.

Um dado estarrecedor é que em quatro dos cinco assassinatos de mulheres registrados no mês passado, as vítimas foram espancadas até a morte. Os números não mostram que instrumentos provocaram estes espancamentos, mas pedaços de paus e pedras são os mais usados neste tipo de crime. No quinto caso o acusado usou uma arma branca (faca ou facão) para tirar a vida da mulher.

Segundo o presidente do Sinpolpi Cristiano Ribeiro, os números da pesquisa com relação as mulheres só confirmam dados divulgados pela própria Secretaria de Segurança Pública que mostram o aumento da violência contra o sexo feminino, principalmente em Teresina.

Conforme dados divulgados no portal da Polícia Civil, no mês de junho as três delegacias da mulher de Teresina foram as que mais abriram inquéritos entre todas as delegacias do Estado, inclusive mais do que o 1º DP de Teresina que por ser uma delegacia central, geralmente é campeã na abertura de inquéritos.

QUEDA 
No geral a pesquisa mostra uma queda acentuada no número de assassinatos no Piauí nos últimos três meses. Em abril foram registrados 43 assassinatos, número que caiu para 36 em maio e desceu mais ainda em junho, parando em 31 homicídios. No mês passado a pesquisa registrou 16 assassinatos na Capital e 15 no interior.

Com informações da Assessoria

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade