ad16
DestaquesGeral

Em Picos, presidente do SINTE-PI fala sobre anúncio da greve

[ad#336×280]Em visita à cidade de Picos para participar do encontro de formação dos educadores da rede estadual de ensino, a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (SINTE – PI), Odeni de Jesus Silva, comentou as mobilizações da categoria que tem ocorrido no Estado e em todo o país.

Após anunciada a greve em nível nacional, os trabalhadores da educação paralisarão suas atividades nos dias 17 voltado para redes municipais de ensino, 18 para os profissionais a nível de Estado e no dia 19 de março será ocorrido a concentração dos educadores em Brasília. A paralisação é um gesto de contestação ao ajuste salarial estipulado pelo governo em 8,32%. Para a presidente do SINTE – PI, Odeni Jesus da Silva, o ajuste não corresponde à receita do país atualmente se concretizando como uma injustiça.

Presidente do Sinte - PI, Odeni de Jesus Silva fala sobre a greve dos trabalhadores da educação - Foto: Paula Monize
Presidente do Sinte – PI, Odeni de Jesus Silva fala sobre a greve dos trabalhadores da educação – Foto: Paula Monize

“Nós temos a concepção de que a educação só avança se tivermos um piso salarial justo para a categoria, se tivermos um plano de carreira, um plano de educação nacional que valorize o profissional incluindo os 10% do PIB”, frisou Odeni Jesus da Silva.

A categoria também reivindica pela aprovação do Plano Nacional de Educação elaborado em 2010.

Conquistas

Uma boa ação e um reconhecimento para os professores são os pagamentos dos precatórios realizados pelo SINTE. O pagamento das parcelas já está em sua terceira etapa, prevista para serem disponibilizadas aos beneficiários (12 mil educadores) em março.

Odeni de Jesus Silva destacou o pagamento dos precatórios como um reconhecimento ao trabalho desempehado pelos educadores. “Isto é uma conquista da categoria, é um reconhecimento da nossa luta por uma educação de mais qualidade”, comemora a presidente.

Pagamentos dos precatórios começaram a serem realizados em 2012, a primeira parcela foi destinada aos profissionais que recebiam até R$15 mil, a segunda etapa foi destinada as pessoas com doenças graves e a terceira e última estapa será para os aposentados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.