ad16
AcauãDestaquesPolíciaTodas as Notícias

Familiares farão reconhecimento de vítimas achadas carbonizadas em Acauã

Devido o estado dos corpos, o reconhecimento se dará por meio do DNA. A Polícia Civil do Piauí vai aguardar o resultado do exame para confirmar se as vítimas são o casal que residia na cidade de Petrolina (PE).

Familiares do casal Willian de Sousa Ferreira e Juliana Maria da Silva vieram ao Piauí para coletar material genético que será usado para confrontar com os restos mortais de duas pessoas encontradas carbonizadas no porta-malas de um veículo na cidade de Acauã, município do Piauí que faz divisa com Pernambuco.

Os dois estão desaparecidos desde o último dia 08. Devido o estado dos corpos, o reconhecimento se dará por meio do DNA. A Polícia Civil do Piauí vai aguardar o resultado do exame para confirmar se as vítimas são o casal que residia na cidade de Petrolina (PE).

“Parentes do casal vieram de São Paulo para saber informações do desaparecimento. Hoje (15) será colhido material genético deles para fazer o confronto de DNA e confirmar se os os mortos achados carbonizados são o casal desaparecido. A probabilidade é grande”, disse Cícero de Oliveira, titular da 12ª Delegacia Regional de Polícia Civil.

O delegado acrescenta que a linha de investigação depende da identificação das vítimas. Contudo, ele acrescenta que Willian de Sousa tem antecedentes criminais por tráfico de drogas nos estados de São Paulo e Pernambuco.

DESAPARECIMENTO

O delegado, que investiga o caso, conta que  Willian e Juliana tinham um trailler de venda de alimentos em Juazeiro da Bahia (BA), cidade próxima Petrolina (PE) onde moravam com os filhos pequenos que ficaram dois dias em casa sozinhos após o desaparecimento dos pais.

“Eles saíram e deixaram as crianças trancadas. A mais velha tem oito anos de idade. Ficaram três dias na casa até que vizinhos notaram a falta do casal e pularam o muro para ajudar as crianças”, conclui o delegado Cícero de Oliveira.

Cidade Verde

Tags

Leia Também

Publicidade