ad16
DestaquesGeralTodas as Notícias

Governo discute criação de Centro Logístico e Industriais Aduaneiros em Picos

Assunto foi pauta de reunião do governador com equipe da Sedet e do Porto PI

O governador Wellington Dias esteve reunido, nessa quinta-feira (07), no escritório da Residência Oficial, com o presidente da Companhia dos Terminais Alfandegários do Piauí (Porto PI), Raimundo Castro, e secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, Igor Neri, para tratar de alternativas para o comércio exterior no estado do Piauí, envolvendo principalmente a importação do mel e da cera de carnaúba. O deputado José Icemar Lavor Neri (Nerinho) também acompanhou a reunião.

De acordo com Wellington, a Porto PI apresentou uma proposta para que o setor privado possa atuar com o Governo do Estado na criação de um Centro Logístico e Industriais Aduaneiros (Clia), na área de manobra da Refesa, na região de Picos.

“Essa é uma área para o desembaraço voltado para sair conteners de importação e exportação, sem ficar na dependência dos demais portos do Brasil, são os chamados portos secos. Recebi aqui esse pleito para que tenhamos a criação de um Clia junto a algumas empresas que tenham uma condição robusta, como é o caso da Casa Apis, que produz mel e é importante em nossa balança de pagamentos, e outras áreas que vamos estar discutindo. O importante é que são atividades que o próprio setor privado cuida, gerando receitas e que consegue funcionar de maneira autônoma. Queremos ter uma política para ampliar a importação e exportação”, comentou o chefe do Executivo estadual.

O presidente do Porto PI enfatizou a importância de um programa de internacionalização do comércio piauiense com o fortalecimento do Clia. “Nossa proposta é na busca de instalar um Clia para fortalecer apicultura, na região de Picos, e também da cera de carnaúba em Campo Maior, com a entrada da iniciativa privada para dar mais economicidade e competitividade ao comércio exterior”, disse Raimundo Castro.

Tags

Leia Também