ad16
DestaquesGeralTodas as Notícias

Jornalista Antônio Lisboa é contemplado com Título de Cidadania Picoense

Jornalista é natural de Padre Marcos e morou em Picos por cerca de 30 anos, sendo um dos precursores da comunicação local.

Aconteceu, na noite desta quinta-feira (02), na Câmara Municipal de Vereadores de Picos, concessão de Título de Cidadania Picoense ao jornalista e radialista Antônio Lisboa da Silva, natural de Padre Marcos, sendo um dos precursores da comunicação local.

O título de cidadania foi uma proposição do presidente da Câmara, Francisco das Chagas Sousa, o Chaguinha, que, por alguns anos, atuou com o amigo na comunicação de Picos. Ele destacou o trabalho exercido por Antônio Lisboa e a necessidade de reconhecer seus serviços prestados a Picos.

“Ele é uma pessoa que morou em Picos por mais de 30 anos. Chegou aqui ainda adolescente. Aqui ele foi comerciário, entregador de jornal, radialista e jornalista. Ele tem toda uma história com a nossa cidade, por quem tem um carinho especial. O vínculo que ele criou de amor por Picos temos por mais que justo o reconhecermos hoje, mesmo que quase 15 anos depois dele ter saído daqui, reconhecendo seu trabalho e carinho pela cidade. Ele já se sentia picoense, e esse é apenas um registro documentado daquilo que já era seu sentimento. Picos só tem a ganhar com mais um filho”, destacou.

Chaguinha frisou que o homenageado é peça fundamental na história da comunicação picoense.

“Lisboa conhece todo o processo do período em que a comunicação chegou e ficou, desde 1910 aos dias de hoje. Mas apenas em 1979 é que a comunicação começou a ser efetiva com a chegada da Rádio Difusora, e Lisboa fez parte dessa história, faz parte da história de nossa cidade. Ele trabalhou em diversos veículos de comunicação aqui no município e, mesmo afastado da cidade, sempre manteve os laços de amizades aqui feito. Sem falar que lá em Padre Marcos ele continuou trabalhando na rádio Boa Esperança, além de assessorar em prefeituras”, falou.

Antônio Lisboa declarou sua felicidade em estar recebendo a homenagem.

“Vocês não imaginam minha satisfação, nesse dia, que considero um dos mais especiais da minha vida. Tantas vezes eu estive na posição de entrevistador e hoje estou aqui sendo entrevistado. Esse significa um momento muito especial da minha vida, o de receber esse título de cidadão de Picos. Eu já me considerava picoense de coração e agora como cidadão de direito com a concessão desse título. Hoje é um momento especial e estou muito feliz em participar dessa solenidade”, declarou.

O homenageado declarou que por quatro vezes foi agraciado com título de cidadania, mas o de Picos é o primeiro que recebe como jornalista, o que o torna mais especial, destacando ainda a trajetória que construiu no município.

“Já recebi quatro títulos, mas esse de Picos é mais especial, porque é o primeiro que recebo como jornalista. Nas demais cidades foi como representante, como coordenador da Ciretran de Padre Marcos. Ser aqui em Picos tem um motivo muito especial porque foi aqui onde adquiri conhecimento e foi aqui que me projetou para toda a região e também à nível de Estado”, explicou.

O jornalista e radialista trabalhou na Rádio Difusora, no jornal “A voz de Picos”, “O Guaribas”, “Jornal de Picos”, “Tribuna de Picos”, além de ter atuado como correspondente em jornais da capital piauiense, tais como “O Dia”, Diário do Povo” e “Meio Norte”.

“Estou colhendo frutos de um trabalho que fiz há 30 anos e honrarei esse título por onde andar. Minha responsabilidade agora aumenta muito mais, pois Picos é referência no Piauí e em outros estados. Agradeço a todos que aprovaram esse título”, declarou.

Diversos jornalistas, autoridades e familiares de Antônio de Lisboa estiveram presentes na solenidade para homenagear o jornalista e radialista.

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade