ad16
DestaquesSantana do PiauíTodas as Notícias

Laudo conclui que prefeito de Santana do Piauí invadiu a contramão

O laudo pericial que investigou a morte do prefeito eleito em Santana do Piauí, Chico Borges, foi concluído e entregue a Polícia Civil nesta terça-feira (24). Francisco Raimundo de Moura, de 42 anos, morreu ao colidir frontalmente com um ônibus cerca de 10 horas antes de sua posse. De acordo com o laudo, ele invadiu a contramão do veículo provocando o acidente, na madrugada do dia 1 de janeiro.

O delegado responsável pelo inquérito, Divanilson Sena, informou em áudio divulgado por site local, que o laudo é conclusivo e não deixa dúvidas quanto a causa principal do acidente, porém não é possível afirmar o que teria feito com que o prefeito invadisse a via do ônibus que trafegava no sentido contrário.

Acidente vitimou Chico Borges
Acidente vitimou Chico Borges

“A perícia criminal nos entregou o laudo que constata que a causa do acidente ocorreu em razão do veículo conduzido pelo prefeito estar na contramão do ônibus, ou seja, por algum motivo, um buraco na pista talvez, porquê antes tinham muitos buracos, o prefeito invadiu a mão que vinha o ônibus ocasionando uma colisão frontal e o prefeito vindo a óbito. O laudo pericial aponta na causa do acidente uma razão humana na condução do veículo automotor. No caso, o prefeito que conduzia o veículo que vinha na contramão”, relatou o delegado.

Chico Borges - prefeito eleito de Santana do Piauí
Chico Borges – prefeito eleito de Santana do Piauí

Com a entrega do laudo o procedimento investigativo deverá concluído e encaminhado para a Justiça. Ainda segundo o delegado, o laudo não traz a velocidade em que o veículo do prefeito, um Golf de cor branca circulava e por conta de uma deficiência na estrutura dos exames cadavéricos de Picos, também não foi possível concluir se a vítima havia ingerido bebida alcoólica.

“Uma deficiência que a gente tem aqui para todo exame cadavérico que é realizado pelo médico legista é ser retirado sangue para fazer essa dosagem de teor alcoólico. Como aqui a gente não tem essa estrutura, os médicos legistas não realizam esse procedimento então isso nesse aspecto dificulta uma prova pericial constatando a ingestão de bebida alcoólica pelo prefeito. De qualquer forma tudo vai ser apurado dentro da circunstância que foi mencionada no laudo”, pontuou.

Entre as testemunhas ouvidas pelo delegado estão o motorista do ônibus, mas segundo Divanilson, outros passageiros do ônibus também devem ser ouvidos. O laudo pericial traz ainda um desenho de como ocorreu o acidente, tornando ainda mais conclusivo.

A Câmara dos Vereadores de Santana do Piauí manteve a solenidade de posse da vice-prefeita Maria José (PP), que passou a comandar o município com a morte do prefeito eleito.

Cidade Verde

Tags

Leia Também