ad16
GeralSaúde

Médicos do Estado prorrogam paralisação até 13 de março

Saúde Concurso
Foto: Ilustração

Durante Assembleia Geral realizada na noite do dia (7), os médicos da rede estadual e municipal decidiram por prorrogar a paralisação até a próxima terça-feira (13), quando será realizada uma nova assembleia para avaliar o movimento.  A paralisação teve início na segunda-feira e estava prevista para ser encerrada nesta sexta-feira, porém, diante da falta de acordo com a Fundação Municipal de Saúde (FMS) e a falta de diálogo com o Governo do Estado, os médicos continuarão parados.

A decisão dos médicos foi unânime e aconteceu logo após a categoria recusar duramente a proposta apresentada pela Fundação Municipal de Saúde de suspender a paralisação na rede municipal de saúde em Teresina.  Em contrapartida, a FMS formaria uma comissão para estudar a situação e só então apresentar uma contraproposta.

Para a presidente do Sindicato dos Médicos, Dra. Lúcia Santos, a proposta é absurda e não revela a intenção real de atender as reivindicações dos médicos. “A assembleia decidiu por unanimidade não aceitar a proposta da FMS e votou pela continuação da paralisação, já que não houve nenhuma sinalização de acordo em relação ao reajuste. Ressaltamos que a classe está unida e sente muito que exista uma falta de sensibilidade dos gestores públicos para com a situação da saúde no Estado. A categoria só volta às atividades quando apresentada uma contraproposta viável”, afirma.

Com a prorrogação da paralisação, ficam mantidos apenas os atendimentos de casos de urgência e emergência. Os atendimentos eletivos como cirurgias, exames, consultas ambulatoriais e atendimentos do Programa Saúde da Família (PSF) estão suspensos e serão remarcados para nova data.

Ascom

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade