ad16
AutoPECASonline24.pt
https://ead.uninta.edu.br/
DestaquesPolícia

Padre Marcos: Mulher é presa por enterrar corpo da neta no quintal de casa

[ad#336×280]A notícia de um crime bárbaro chocou a população da pequena cidade de Padre Marcos, situada a 384 km de Teresina. Uma mulher identificada por Maria Valdeni da Silva Alencar foi presa em flagrante nesta quinta-feira (21) por ter enterrado o corpo da neta, recém nascida, no quintal da sua própria casa, próximo ao Estádio Municipal.

A mulher teria tentado ocultar a gravidez da filha, a menor E. da S. A., de 14 anos, e o nascimento da neta. Na cidade, populares relataram que apenas desconfiavam da gravidez. A menor levava uma vida normal, inclusive, frequentando normalmente a escola. Para os vizinhos, a mulher dizia que a filha estava doente. Até o pai da menor, o agricultor Edimar Augustinho, disse não saber que a filha ia ser mãe.

O corpo da criança foi exumado na noite desta sexta-feira (21) - processo realizado por peritos criminais, com o auxílio da Polícia Civil e Militar – e será levado para o Instituto Médico Legal, em Teresina, para realização do exame necroscópio, que deverá constatar a causa da morte e quando a criança faleceu - Foto: Reprodução/ Cidades na net
O corpo da criança foi exumado na noite desta sexta-feira (21) – processo realizado por peritos criminais, com o auxílio da Polícia Civil e Militar – e será levado para o Instituto Médico Legal, em Teresina, para realização do exame necroscópio, que deverá constatar a causa da morte e quando a criança faleceu – Foto: Reprodução/ Cidades na net

O parto aconteceu na última sexta-feira (15), no Hospital Regional Justino Luz. Segundo apurou as Polícias Civil e Militar, a mãe fretou um carro particular para levar as duas até a cidade de Picos. Em sua versão a mulher informou que a criança nasceu prematura, não resistiu e faleceu. Durante investigação preliminar, a polícia constatou que Maria Valdeni estaria mentindo. Dados disponibilizados pelo Hospital apontam que o bebê nasceu após 34 semanas de gestação, de parto normal, pesando 3,1 kg e saudável.  A Declaração de Nascido Vivo (DN), documento de identidade provisória expedido pelo Hospital, atestou que a criança deixou o centrou de saúde, no sábado (16), com vida.

Local onde a récem-nascida foi enterrada - Foto: Reprodução/ Cidadesnanet
Local onde a recém-nascida foi enterrada – Foto: Reprodução/ Cidadesnanet

As três – a mãe, a menor e a criança – voltaram à cidade de Padre Marcos no sábado. À polícia, Maria Valdeni relatou que a criança foi sepultada ainda no mesmo dia. A menor informou ao Conselho Tutelar do município, que não chegou a pegar A criança no colo.

O corpo da criança foi exumado na noite desta sexta-feira (21) – processo realizado por peritos criminais, com o auxílio da Polícia Civil e Militar – e será levado para o Instituto Médico Legal, em Teresina, para realização do exame necroscópio, que deverá constatar a causa da morte e quando a criança faleceu, informações que irão ajudar a Polícia a elucidar todo o crime. O corpo já estava em avançado estado de decomposição.

Em entrevista, o delegado Antônio Nilton informou que avó já foi autuada em flagrante por ocultação de cadáver e terá investigada ainda uma possível participação na morte na criança. “E se ficar realmente comprovado que ela realmente assassinou a criança, vai responder também por homicídio”, disse. Outra informação considerada importante será do motorista do veículo fretado para fazer as viagens entre a cidade de Padre Marcos e o Hospital, em Picos.

A menor foi internada no Hospital Municipal de Padre Marcos com problemas de saúde e receberá todo acompanhamento médico.
Fonte: Cidadesnanet

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade