ad16
DestaquesTodas as Notícias

Piauí terá R$ 200 milhões com a venda da Cepisa

O governo do Estado deve receber mais R$ 200 milhões com a privatização da Eletrobras Distribuidora Piauí, a antiga Cepisa. Ontem (22) houve uma assembleia geral dos acionistas, no prédio da holding, em Brasília, para decidir as estratégias da Eletrobras, a renovação das concessões das distribuidoras e a transferência do controle acionário de algumas delas, dentre elas a Cepisa e a Ceal (de Alagoas).

A assembleia preocupou os servidores da Eletrobras Piauí, que fizeram manifestações e vigília na frente do prédio sede, em Teresina. Os servidores de outras concessionárias também se reuniam em Brasília para protestar contra a privatização durante a assembleia de acionistas.

A assessoria da Eletrobras confirmou que a assembleia tinha uma pauta extensa, que iria definir ainda o presidente da holding e o presidente do Conselho Administrativo, a renovação da concessão para as distribuidoras e a venda ou não das concessionárias.

Após a assembleia deve ser divulgada a súmula da reunião e um comunicado ao mercado, se vai haver ou não a transferência do controle acionário de algumas distribuidoras.

No caso da Cepisa, no governo Mão Santa foi feita uma transação quando o Governo do Piauí transferiu o controle acionário da estatal para a União. Na época, isso rendeu R$ 100 milhões aos cofres do Estado. Mas esse valor era um pagamento parcial pela empresa, sendo que o Governo do Piauí ainda teria crédito a receber, que atualizado agora, foi calculado em R$ 200 milhões.

O deputado federal Júlio César (PSD) disse que o governo quer privatizar, porque não tem capacidade financeira para fazer investimentos com recursos próprios. Segundo ele, a Eletrobras tem um endividamento muito alto e tem uma taxa de retorno muito baixa. “Ninguém quer privatizar, mas foi uma iniciativa do Executivo e tem que esperar para ver o que vai acontecer. Mas existe resistência quanto a isso”, comentou.

Diário do Povo

Etiquetas

2 Comentários

  1. In these days of austerity plus relative stress about incurring debt, many individuals balk up against the idea of employing a credit card to make purchase of merchandise or perhaps pay for any gift giving occasion, preferring, instead just to rely on a tried and also trusted means of making payment – raw cash. However, if you possess the cash on hand to make the purchase in full, then, paradoxically, this is the best time just to be able to use the credit card for several causes.

  2. Hey. Cool article. There is a problem with your web site in chrome, and you may want to test this… The browser is the market leader and a large portion of other folks will leave out your wonderful writing due to this problem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Publicidade