ad16
AutoPECASonline24.pt
https://ead.uninta.edu.br/
DestaquesPolícia

Polícia civil de Picos registra 452 boletins de ocorrências em um mês

[ad#336×280]Mais um fato estarrecedor foi denunciado por policiais civis da cidade de Picos. De acordo com informações de representantes do sindicato, durante o período de 09 de abril de 2013 a 16 de maio do corrente ano, ou seja, num espaço de 35 dias foram registrados na Central de Flagrantes e a Delegacia Regional, cerca de 450 boletins de ocorrência, um índice alarmante para uma cidade do tamanho de Picos.

Os representantes também informaram que dentre as ocorrências registradas a grande maioria deles são de furto, roubo e estelionato e o que é pior, que talvez pouco mais de 20 desses 452 boletins tenham sido instaurados inquérito policial para se apurar os fatos, o restante termina ficando apenas um amontoado de papel.

Operação SEGOR
Curiosos em frente à Delegacia Regional de Picos durante “Operação Segor”

Ainda de acordo com essa mesma fonte da polícia civil, um dos fatos que contribuem para a não apuração de todos os boletins é o número reduzido de delegados – em Picos só existem três delegados para presidirem as ocorrências das 19 cidades da região que estão vinculadas a Delegacia Regional da Polícia civil de Picos.

“Para as pessoas que registram suas ocorrências se não vierem atrás para falar com os delegados, solicitar abertura de  inquérito para se apurar os fatos, a vítima vai ficar apenas com um papel na mão sem nenhum valor. É terrível, mas é a pura realidade”, finalizou a fonte.

Tentativa de fuga da Central de Flagrantes de Picos
Tentativa de fuga da Central de Flagrantes de Picos

CENTRAL DE FLAGRANTES DE PICOS É CASO DE POLÍCIA

Inconformados com atual situação de precariedade da central de Flagrantes de Picos, e revoltados com o descaso da Secretaria Estadual de Segurança Pública e do Governo do Estado do Piauí, os policiais civis lotados em Picos e que cumprem plantão na delegacia, formalizaram uma denuncia junto ao Ministério Público de Picos pedindo o fechamento em definitivo do prédio.

Segundo informações de policiais civis o descaso da Central de Flagrantes é por completo, pois as portas não têm fechaduras e nem trancas, as selas onde ficam os detentos parecem mais depósitos de lixo, sem falar no pátio onde ficam apreendidos os veículos recuperados de furtos ou envolvidos em acidentes parece mais um matagal.

Para tanto, os policiais civis formularam a denuncia junto ao Ministério Público de Picos na quinta-feira (16), junto ao promotor de justiça Dr. Maurício disse que vai pedir ao poder judiciário de Picos o fechamento da delegacia, pois considera um local inadequado para se trabalhar e ficar com presos provisórios, pois a mesma não possui nenhuma estrutura adequada para funcionar.

O caso da Central de Flagrantes de Picos já vem de pelo menos há dois anos sendo tratado dessa forma, e o que é pior, hoje a cidade não dispõe de nenhum distrito policial, apenas a delegacia regional situada na Av. Severo Eulálio está funcionando para fazer registros de ocorrências, e na Central de Flagrantes os policiais civis estão se recusando a fazer atendimento pelas más condições de trabalho.

O delegado regional de Picos Dr. Gilberto, foi procurado, mas o mesmo não se encontrava para comentar sobre o assunto, somente os policiais falaram. Já o promotor de justiça estava em audiência e não pôde nos receber a reportagem.

Com informações do AgoraED

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade