ad16
DestaquesPolíciaTodas as Notícias

Polícia Militar encontra e prende suspeito de feminicídio em Picos; segunda vítima está estável

Ele é suspeito de assassinar sua primeira esposa da mesma forma: a facadas. Crime aconteceu em 2007, em Brasília-DF.

A Polícia Militar de Picos prendeu, no início da tarde deste sábado (03), por volta das 12h30, o senhor Severino Ferreira de Oliveira Neto, 62 anos, suspeito de ter assassinado a golpes de faca sua ex-companheira, Joana de Sousa Lima, 42 anos, e ter lesionado gravemente a Luiz Cleidimar de Sousa, 42 anos. Crime aconteceu no bairro Parque de Exposição, na manhã de hoje.

Leia mais: Mulher é morta a facadas e companheiro é gravemente lesionado no Parque de Exposição

Segundo informações, Após o crime, o suspeito fugiu do local e deixou sua mochila com pertences pessoais. Por conta disso, comprou roupas novas, um carregador de celular e foi ao salão para raspar a cabeça. Os policiais o encontraram no “quadro da feira”, trocando o chip do celular.

A equipe de reportagem do Portal RiachãoNet esteve na delegacia de Polícia Civil, momento em que o suspeito declarava aos PM’s a motivação do crime. Segundo ele, o mesmo chegou de Brasília para “viver” com a vítima, mas, ao retornar da capital brasileira, descobriu que ela havia saído de casa e vindo morar em Picos.

O irmão de Joana informou que Severino e ela estariam separados há mais ou menos um mês.

Severino disse ter descoberto ainda que soube que Joana mantinha um relacionamento com uma segunda pessoa – o senhor Luiz Cleidimar – e que as pessoas a chamavam de “Dona Flor e seus dois maridos”, em alusão ao romance de Jorge Amado. Ele declarou que seu objetivo era afetar apenas sua ex-companheira, mas que Cleidimar “deu uma de herói” e ele não teve outra alternativa a não ser golpeá-lo.

“Ele foi e deu uma de herói. Ele mesmo aleijado e deu uma de herói e caiu pra ‘riba’ de mim. Eu não tive outra alternativa. O cara aleijado e vem para cima de mim? Aí eu não tive outra alternativa porque meu objetivo era só ela. Se ele não tivesse dado uma de herói, nem nele eu tinha triscado” (sic), falou ele.

Um irmão de Luiz Cleidimar informou que seu irmão está em estado estável, consciente.

Reincidência
Severino Ferreira de Oliveira Neto é apontado como autor de um outro feminicídio, ocorrido no dia 28 de janeiro de 2007, contra sua primeira esposa, Rosimeire de Azevedo Clarintino, de 39 anos.
O crime aconteceu na Asa Sul – Plano Piloto de Brasília.

Após o rompimento do casamento, que durou 15 anos, Rosimeire foi ameaçada por Severino e chegou a sair de Brasília por oito meses para fugir dele. No mesmo mês em que foi morta, ela já o havia denunciado à polícia.

Ela estava acompanhada do filho mais novo, que à época tinha 14 anos, quando foi surpreendida pelo ex-marido e golpeada com perfurações de faca.

Nesta mesma época, ele era ex-presidiário e estava cumprindo pena em regime domiciliar.

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade