ad16
Geral

Secretário de Meio Ambiente avalia gestão e fala sobre transição

[ad#336×280]O secretário municipal do Meio Ambiente Antônio Evêncio em entrevista ao Riachaonet fez uma breve avaliação durante sua gestão à frente da secretaria. Na ocasião ele falou das dificuldades que enfrentou para reorganizar o órgão, uma vez que o mesmo encontrou a secretaria sem recursos financeiros

Segundo Evêncio, encontrou o órgão com a situação financeira precária com muita pouca coisa. Ele acrescenta que na sua gestão muitos serviços foram prestados a população picoense. Porém o secretário relata que poderia ser feito mais, mas segundo ele o orçamento anual para o  órgão é muito pouco, o que dificulta o trabalho. “Conseguimos fazer muita coisa e hoje o novo secretário vai pegar uma secretaria mais organizada e vai dar continuidade em todos os trabalhos que foram implantados pela nossa gestão”, afirma.

Antônio Evêncio, secretário do Meio Ambiente-Foto: Romário Mendes
Antônio Evêncio, secretário do Meio Ambiente-Foto: Romário Mendes

Evêncio destaca os trabalhos realizados pelo órgão, nos quais, acabar com a feira de animais silvestres, fazer arborização das plantas da cidade, diminuir a poluição sonora da cidade, na qual foi criada uma lei municipal e retirar animais das ruas e das estradas federais, este o secretário afirma que em três anos conseguiu diminuir em 100% a quantidade de mortes causadas por animais. “Infelizmente quando relaxamos um pouco a fiscalização as pessoas ainda tem o péssimo habito de soltar os animais nas ruas, porque não serão multados, seria o ideal se a partir do momento que não fiscalizamos mais as pessoas tivesse consciência e não soltassem seus animais para não provocar acidente”, enfatiza.

Antônio Evêncio garante que os projetos idealizados pela nova gestão serão dados continuidade, como por exemplo, o aterro sanitário que já foi iniciado pela atual gestão. “Cercamos toda área do aterro sanitário, já marcamos a primeira célula, portanto agora é só colocar as máquinas lá e cavar essas primeiras células e mudar de lixão para aterro sanitário, então é um trabalho que o prefeito juntamente com o secretário irão dar prioridade”, concluiu.

Transição

Antônio Evêncio que também participou da equipe de transição do prefeito Gil Paraibano, falou como está ocorrendo à transição na sua pasta. Segundo ele, tudo está ocorrendo de forma tranquila e o seu objetivo é facilitar o processo. “já estou informando ao novo gestor de como funciona a secretaria, da quantidade de pessoas que realmente existe na pasta, apesar de ser um órgão financeiramente pequeno, mas de grande importância para a sociedade”, diz.

O secretário lamenta do pouco de dinheiro que é repassado para o órgão. Ele conta que se fosse para fazer as atividades e trabalhos do orçamento da secretaria não teria feito quase nada, somente com ajuda do prefeito que abriu mão e ajudou o órgão a realizar os trabalhos e projetos. “Infelizmente a visão ainda é que o meio ambiente não é muito importante, porque se fosse daria mais importância e mais dinheiro, porque não se faz projeto e ações sem dinheiro”, lamenta.

O novo secretário Glauber Silva irá assumir o órgão a partir do dia 1º de janeiro e terá um orçamento de R$ 720 mil e 360 reais.

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também

Publicidade