ad16
AutoPECASonline24.pt
CidadeDestaquesGeral

Violência e abuso sexual são tema de campanha em Picos

Pelo fim da violência contra crianças e adolescentes - Foto: Maria Moura

A Secretaria Municipal de Trabalho e Ação Social (Semtac) através do CREAS, CRAS e Conselho Tutelar de Picos deu início na manhã desta quinta-feira (17) à campanha em comemoração ao Dia Nacional de Combate ao Abuso Sexual e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, a data é comemorado do dia 18 de maio.

A mobilização, segundo Alcebíades Araújo, coordenador do CREAS de Picos, é uma forma de trazer à tona a violência cometida contra crianças e adolescentes em todo o país. Panfletos com informações sobre as formas de denunciar a violência contra os menores e os locais indicados para a realização dessas denúncias foram distribuídos na Praça Félix Pacheco durante a manhã.

O abuso contra crianças e adolescentes, muitas vezes silencioso, já chega com maior frequência ao conhecimento dos órgãos de proteção dos direitos de criança e do adolescente. “Todos os dias o ‘Disque 100’ recebe milhares de ligações do país inteiro de pessoas preocupadas com crianças vítimas de abusos”, diz Joselma Gomes, presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) acrescentando que apesar do esforço dos órgãos de Assistência Social, ainda faltam políticas públicas que contemplem medidas mais sérias contra os agressores.

Violência sexual ainda faz parte do cotidiano de crianças e adolescentes brasileiros - Foto: Maria Moura

O CMDCA trabalha em projeto de conscientização de crianças e adolescentes para que eles saibam quais são os seus direitos e se “autodefendam”. O Conselho Tutelar, por sua vez, trabalha com a ajuda da população, recebendo denúncias e notificando o Ministério Público Estadual sobre irregularidades relacionadas ao cumprimento do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

A vice-presidente do órgão, conselheira Francilda Araújo, lembra que em Picos os casos de violência sexual e abusos contra vulneráveis ainda são de intensidade moderada se comparados a crimes de repercussão nacional e com índices de brutalidade e violência alarmantes. “Nós temos muitos casos de violência que não são cruéis, não fisicamente, mas que ainda assim deixam as crianças com sequelas para o resto da vida”, comenta.

Nesta sexta-feira (18) a panfletagem será realizada na BR-316, em frente ao Posto da Polícia Rodoviária Federal tendo como público alvo caminhoneiros e viajantes que cortam as rodovias do país e podem ser decisivos na denúncia de crimes contra crianças e adolescentes praticados nas margens das BRs. O Conselho Tutelar realizará visitas noturnas em locais com situações de risco para os menores.

Panfletagem - Foto: Maria Moura

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade