ad16
GeralMunicípios

Adutora de Bocaina/Piaus II garantirá mais água 120 mil pessoas no semiárido

[ad#336×280]Cerca de 120 mil moradores da região de Picos serão beneficiados com a construção da Adutora de Bocaina/Piaus II que terá inicio no próximo mês de setembro. Na manhã da última sexta-feira (23), a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar) realizou o ato de assinatura do contrato de Ordem de Serviço da obra.

Serão construídos 86,55 quilômetros de adutora que vai levar água das barragens de Bocaina, localizada na cidade de mesmo nome, e a de Piaus, na cidade de São Julião, para os municípios de Bocaina, Sussuapara, Picos (Ramal Bocaina), e Alagoinha do Piauí, Francisco Santos, Monsenhor Hipólito e Santo Antônio de Lisboa (Ramal Piaus II).

Mapa da adutora de Piaus
Mapa da adutora de Piaus

A assinatura do contrato marca o início da mais importante obra hídrica no semiárido piauense que vai combater a seca e garantir água tratada e de qualidade para a população.

A obra será executada com recursos do Ministério da Integração Nacional, através do Programa de Aceleração do Crescimento para regiões afetadas pela seca no semiárido, o PAC Seca.  Com previsão de custo inicial no total de R$ 98 milhões, a empresa Getel foi a vencedora da licitação por apresentar a menor proposta no valor de R$ 91,5 milhões.

Segundo o secretário estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí, Dalton Macambira, com a liberação dos recursos, os trabalhos deverão ser executados em um prazo de 18 meses. “Quando a adutora estiver em funcionamento, um ramal deve captar água da barragem de Bocaina e levar até o município de Picos, passando por Bocaina e Sussuapara”, ressalta.

Dalton enfatiza que outro ramal sairá da barragem de Piaus, levando água para as cidades de Alagoinha do Piauí, Monsenhor Hipólito, Francisco Santos e Santo Antônio de Lisboa.

Em todas as localidades em que a adutora for passando, haverá um ramal para atender a população local, com chafariz. A adutora terá um total de 86,55 km de tubos, com capacidade total de tratamento de 361,63 litros por segundo. Serão 7 reservatórios com capacidade total de 1.750 metros cúbicos. Em cada cidade terá um reservatório, que receberá a quantidade de água referente à demanda da população e o tamanho da cidade.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade