ad16
DestaquesPolícia

Advogado é preso acusado de assediar mulher em restaurante

Advogado Jefferson Moura Costa
Advogado Jefferson Moura Costa

O advogado Jefferson Moura Costa foi preso nesta sexta-feira em Teresina acusado de assediar uma mulher, de corrupção ativa contra policiais, desacato a autoridade e porte ilegal de arma. Ele também é acusado de assassinar o cabo do Exército Arione Moura Lima, 23 anos, em abril de 2010, no município de Picos. Mesmo em liberdade provisória, o advogado se envolveu numa série de crimes, segundo a Polícia.

O delegado Evaldo Farias, que coordena as delegacias especializadas, informou que o advogado foi preso em um restaurante na zona Leste de Teresina quando assediava uma moça no bar. Segundo o delegado, ele, tentava lhe dar um beijo, quando a mulher se irritou e chamou o dono do restaurante. Devido à confusão, a Polícia foi acionada.

“Ele chegou a sacar um revólver calibre 38 carregado para a Polícia e tentou oferecer dinheiro aos policiais”, informou Evaldo Farias.

Ao chegar à delegacia, Evaldo Farias, contou que o advogado iniciou nova confusão com agressão verbal contra a delegada de plantão. “Ele chegou a fazer xingamentos de baixo calão contra a delegada”, informou Farias.

O advogado está preso na Delegacia do Silêncio, no conjunto Morada Nova, no bairro Lourival Parente. A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) foi comunicado para as medidas cabíveis.

Flash Yala Sena
[email protected]

Cabo do 3° BEC é assassinado na porta de casa em Picos

Arione de Moura Lima, 23 anos quando foi assassinado pelo advogado
Arione de Moura Lima, 23 anos quando foi assassinado pelo advogado

Arione de Moura Lima, cabo do 3° BEC (Batalhão de Engenharia de Construção), foi morto com um tiro no peito. Na noite do último domingo, o jovem militar de 23 anos de idade foi assassinado na frente de casa, no bairro Cohab, município de Picos. Ele ainda chegou a ser socorrido, mas não resistiu ao ferimento.

O pai da vítima, Amarildo Lima, acusa o advogado Jefferson Moura Costa de ter assassinado o seu filho. Ele afirma que Jefferson e Arione já haviam tido desavenças. Amarildo acredita que o motivo do crime tenha sido por vingança.

A Policia Militar deu inicio a diligências na região em busca do suposto acusado, logo após o crime. Chegou inclusive a montar barreiras nas saídas de Picos, mas até o momento Jefferson não foi localizado. Há informações de que o suspeito fugiu dirigindo um carro modelo Corsa Sedan, cor prata.

De acordo com a Polícia Civil consta contra Jefferson registro de ocorrências relacionadas ao disparo de tiros em via pública. O caso foi registrado no 3° DP de Picos, responsável pelas investigações.

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade