ad16
AutoPECASonline24.pt
https://ead.uninta.edu.br/
GeralMunicípios

Alto número de queimadas em cidades da macrorregião preocupa o corpo de bombeiros de Picos.

Queimadas da região de Picos
Queimadas da região de Picos

Em virtude das cidades da macrorregião de Picos não possuírem uma companhia do Corpo de Bombeiros. A companhia de Picos vem realizando várias ocorrências em cidades vizinhas, sobretudo em apagar incêndio, que estão acontecendo constantemente, na qual vem preocupando o órgão, em razão das viaturas serem muito lenta e não chegarem a tempo de apagar o fogo, geralmente em cidades distantes, de mais de 100 km de Picos.

“As nossas viaturas chegam ao máximo a 70 km/h. É muita lenta, então a culpa não é nossa. O fogo é muito rápido, peço às pessoas que procurem as prefeituras para fornecerem seus carros-pipas para evitar que o fogo se alastre”, diz a tenente Ana Cléia Diniz.

A tenente relata ainda que se as cidades vizinhas tivesse uma equipe treinada do corpo de bombeiro para estar trabalhando até a chegada do bombeiro ia diminuir muitos esses casos de ocorrência. “Além de essas equipes ajudarem a apagar incêndios em suas cidades, poderiam ajudar também em cidades vizinhas, o que ajudaria bastante o nosso serviço”, frisou.

Palestras e cursos foram realizados no intuito de diminuir os números de ocorrências nessas cidades vizinhas, ensinando as pessoas a trabalharem com o fogo, como fazer o acero, preocupar com a direção do vento e o horário que pode colocar o fogo.

Tenente Ana Cléia Diniz-Foto: Corpo de Bombeiro de Picos

Na zona urbana da cidade é proibido colocar fogo em terrenos baldios e em lixo, quem infringir a lei pode responder por crime ambiental. “Quem tiver algum problema com vizinho por colocar fogo em lugar impróprio ligue para o quartel que iremos até ele e resolvemos tudo”, concluiu.

Contatos

(89) 3422-3307 e 3422-2128, além do 193, que de telefone móvel só liga da operadora OI. A ligação pode ser anônima.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade