ad16
DestaquesPolíticaTodas as Notícias

Após filiação, Podemos quer trazer Sergio Moro ao Piauí em dezembro

A filiação de Sérgio Moro está marcada para o próximo dia 10 de novembro. Na data, membros do diretório estadual devem comparecer à solenidade e fizeram também um convite para que o ex-senador João Vicente Claudino (PTB) marque presença. 

O secretário-geral do Podemos Arthur Feitosa afirmou nesta terça-feira (02) que a legenda pretende trazer o pré-candidato a presidência Sérgio Moro ao Piauí. A data para a visita ainda não foi confirmada, mas, segundo o empresário, poderá ocorrer durante o mês de dezembro ou no início de 2022, quando a legenda organizará um encontro regional em Teresina. 

“É possível afirmar, sim, que ele vem. Acredito que a filiação estará concluída até novembro, então, vamos ver essa repercussão e até o mês de dezembro queremos trazê-lo ao Piauí”, informou Arthur Feitosa. 

A filiação de Sérgio Moro está marcada para o próximo dia 10 de novembro. Na data, membros do diretório estadual devem comparecer à solenidade e fizeram também um convite para que o ex-senador João Vicente Claudino (PTB) marque presença. 

No Piauí, a sigla conversa com JVC e quer lançá-lo como pré-candidato ao governo do estado. Caso o convite seja aceito, a expectativa será a de propor uma união entre as oposições. 

Neste cenário defendido pelo Podemos, uma oposição unificada lançaria uma chapa majoritária composta pelos três partidos: João Vicente Claudino e Silvio Mendes (PSDB) para o governo e Iracema Portella (Progressistas) para o Senado. 

“Fizemos convite ao JVC, ele viu com bons olhos e ele está estudando. Queremos sentar a mesa e conversar com Ciro, Silvio e Iracema”, disse. “Não é possível que homens e mulheres tão inteligentes não possam desinflar o ego para trabalharem juntos em prol do Piauí”, acrescentou. 

JVC já foi cotado para ser o pré-candidato junto do ministro Ciro Nogueira (Progressistas). No entanto, houve um distanciamento, admitido pelos dois lados, desde que o senador licenciado assumiu a Casa Civil. 

A data marcada – e também o prazo para uma decisão por parte da oposição – é janeiro, quando o grupo deverá confirmar, oficialmente, a composição da chapa que disputará as eleições em 2022.   

Cidade Verde

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade