ad16
EducaçãoGeral

Disputa esquenta os JEPEPS na cidade de Picos‏

[ad#336×280]Animação, garra, espírito esportivo e organização marca a segunda etapa da X Edição dos Jogos das Escolas Públicas Estaduais Piauienses- JEPEPs 2013, que acontece na cidade de Picos nesta sexta-feira, 07 de junho. Cerca de 300 alunos de 20 escolas da Rede Estadual participaram das atividades, nas modalidades de handebol, futsal masculino, futsal feminino e atletismo.

Para o coordenador esportivo do JEPEP’s na 9ª Gerência Regional de Educação, Francisco Rodrigues Barros, os jogos deste ano superaram todas as expectativas. “Primeiro, pelo local escolhido para a realização dos jogos, a quadra esportiva do PREMEN, antes não tínhamos onde jogar, hoje temos uma quadra novinha, com toda sua estrutura deu grandiosidade a este evento que é o maior e reuni um número grande de estudantes de toda região de Picos. Segundo, pela qualidade de atletas que descobrimos durante todas as fases e que certamente irão representar muito bem o Piauí, nas disputas nacionais”, afirma Francisco.

O trabalho do coordenador já é reconhecido e colhe frutos em nível nacional. A estudante Renata Cristina, de 16 anos vai representar o Piauí no Pan-Americano no período de 02 a 07 de julho em São Paulo, na modalidade judô. “’O esporte vem provocando mudanças na vida desses alunos, tanto na parte social quanto na melhoria do aprendizado dentro da sala, estimulando a participação nas atividades da escola”, destaca Francisco, acrescentando que as modalidades esportivas vem promovendo a socialização da comunidade dentro do ambiente escolar.

Compartilhando do mesmo pensamento, Joenice da Silva professora de educação física da Unidade Escolar Miguel Lidiano, declara que o incentivo ao esporte é uma forma de descobrir novos talentos, tanto no esporte, quanto nas outras áreas do ensino. “Está mais do que provado, é fato: o esporte é um dos grandes incentivadores para o avanço da Educação”, assegura a professora.

Sobre o evento, Joenice falou ainda que os jogos contribuem para sociabilização dos estudantes com outros de cidades diferentes. “A prática esportiva faz parte da formação do aluno, é uma função educativa e disciplinar, de resgate em relação ao corpo, mas, sobretudo à abertura da mente para novas e boas ideias”, completa.

O engajamento nos esportes tem feito verdadeiros milagres. Railton Rodrigues, de 16 anos, estudante da Unidade Escolar Alaide Rodrigues, afirmou que era o mais inquieto, o que mais problemas causava na sala de aulas. “Eu era muito danado”, admite Railton, que terminou sendo reprovado em um ano escolar e foi levado para o futsal por seu irmão mais novo.

”Agora tiro notas boas e dentro da média. O nosso treinador de futsal é rigoroso e deixa claro que se a gente não tirar boas notas não se permanece na equipe”, falou o aluno Railton.

Flavia Silva, da Unidade Escolar Ozildo Albano, afirma que não apenas joga, através do futsal se ganha mais sabedoria e se aprende mais na escola. ‘’A grande vantagem do futsal é que faz que a gente não falte às aulas e fique no meio da rua sem fazer nada. É uma emoção muito grande quando se é campeão, todo munto gosta”, finalizou Flavia.

A abertura do evento, aconteceu na última quarta-feira (5), no ginásio poliesportivo da Escola Técnica Petrônio Portela. As disputas seguem até amanha sábado,08, nos turnos da manhã e tarde.

Fonte: Seduc

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade