ad16
AutoPECASonline24.pt
CidadeDestaquesSaúde

Paralisação dos médicos: “Atendimento no Hospital Regional Justino Luz não será prejudicado”, diz diretor

José Ayrton, diretor geral do HRJL
José Ayrton, diretor geral do HRJL

O diretor geral do Hospital Regional Justino Luz (HRJL), José Ayrton Bezerra, garantiu que a paralisação dos médicos não irá interferir no atendimento dos pacientes que procurarem o hospital até a quinta-feira (27), data prevista para o término da manifestação no estado.

Segundo ele, o HRJL é voltado para atendimentos de urgência e emergência, sendo a paralisação focada em procedimentos eletivos, programados com antecedência. “O atendimento permanece estável. Nós temos dado foco e enfoque a atendimentos de urgência e emergência, então nós atendemos muito pouco do ponto de vista eletivo”, explicou. O diretor também garantiu que o quadro de cirurgias urgentes foi mantido.

Insatisfação da categoria

A estimativa é que apenas nesta terça-feira (25) cerca de 100 mil médicos que pertencem aos quadros do Sistema Único de Saúde (SUS) tenham paralisado suas atividades. Eles reclamam da baixa remuneração e más condições de trabalho.

O movimento, coordenado pela Associação Médica Brasileira (AMB), pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e pela Federação Nacional dos Médicos (Fenam), atinge todo o país de forma variada. No Piauí, a paralisação deverá durar 72 horas, indo até a quinta-feira (27).

José Ayrton afirma que Governo Federal precisa rever a situação da saúde no país. “Há necessidade de investimentos maciços. Os procedimentos pagos pelo SUS são de valores ínfimos”, desabafa. Ele faz ainda um comparativo com países como Chile e Argentina, que investem mais que o dobro do valor dispensado pelo Brasil em melhorias voltadas para a saúde da população.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade