ad16
AutoPECASonline24.pt
GeralPolíticaTodas as Notícias

PMDB admite que errou com Zé Filho e se une por Marcelo

O líder do PMDB na Assembleia Legislativa, deputado estadual João Madison, foi entrevistado do Notícia da Manhã nesta terça-feira (6). O parlamentar falou sobre a reunião da legenda que aconteceu ontem (5), confirmou a pré-candidatura do deputado federal Marcelo Castro ao governo do Estado e admitiu que os peemedebistas cometeram um erro e estão em dívida com o governador Zé Filho.

João Madison, deputado estadual - Foto: Reprodução/Cidade Verde
João Madison, deputado estadual – Foto: Reprodução/Cidade Verde

“Erramos lá atrás porque não devíamos ter escolhido (o pré-candidato) e esquecemos que o Zé Filho seria o governador. É natural que todo o vice-governador seja (candidato a ) governador, e nós cortamos esse direito dele de viabilizar a sua candidatura. Isso engessou o Zé Filho. Erramos, e devíamos ter esperado um pouco. Mas houve uma pressão do (então governador) Wilson Martins, porque para ele sair deveríamos ter uma definição de um pré-candidato”, revelou João Madison.

O peemedebista também lembra que havia um descrédito em relação ao atual governador. “Não sejamos ingênuos. As pessoas não acreditavam que o Zé Filho poderia fazer um governo como ele vem fazendo. Não confiaram na inteligência, humildade e grandeza que ele tem. Ele foi o prejudicado no processo. O PMDB jamais poderá pagar o que o Zé Filho está fazendo”, admite.

Mesmo com este cenário, João Madison diz que todos os problemas estão superados, o PMDB segue unido, vai trabalhar para fortalecer o nome de Marcelo Castro e ajudar o atual governador. “O comandante do processo é o Zé Filho a quem precisamos ouvir e continuar auscultando. Marcelo ficou satisfeito; estava realmente muito tenso; agora está leve e solto e tranquilo em relação a isso. Queremos ajudar o Zé Filho a governar, enfrentar os problemas que vêm pela frente. Não é fácil administrar um Estado. Há o problema da lei de responsabilidade fiscal. Planos de cargos e salários para serem votados na assembleia, problemas que o PMDB e os partidos da base precisam ajudar. Eu quero agradecer (aos peemedebistas) e vamos todos nós a campo trabalhar e levar o nome da nossa chapa”, acrescenta.

Fonte: Cidade Verde

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade