ad16
AutoPECASonline24.pt
Economia

Presidente da CDL de Picos afirma que greve dos bancos prejudica o comércio picoense e torce para que as agências normalizem seus serviços

Empresário Cláudio Galeno.
Cládio Galeno - Foto: Jailson Dias

No primeiro dia de greve nacional dos bancários, 4.191 agências e centros administrativos de bancos públicos e privados foram fechados em 25 estados e no Distrito Federal, de acordo com informações da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT).

Os bancários entraram em greve por tempo indeterminado após negociações frustradas com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). A proposta patronal contemplava reajuste de 8% sobre os salários, o que representa aumento real de 0,56%, segundo a Contraf. A reivindicação da categoria é de 12,8% de reajuste, sendo 5% de aumento real.

O presidente do Sindicato dos Bancários do Piauí, José Ulisses, informou que adesão dos profissionais neste primeiro dia de greve foi de 70% na capital Teresina. Agora, a meta da associação é intensificar o movimento no interior.

Segundo o diretor do sindicato dos bancários de Picos, Antônio Libório, as agências do Banco do Brasil, Banco do Nordeste, Caixa Econômica Federal e Itaú estão em greve. Neste momento, apenas o autoatendimento está sendo disponibilizado pelas agências bancárias e os pagamentos podem ser efetuados através de boletos bancários.

Além de Picos, Libório informa que as agências bancárias de Valença do Piauí, Santa Cruz do Piauí, Jaicós, Fronteiras e Francisco Santos também estão em greve. O sindicato dos bancários aguarda a adesão das agências de Paulistana e Simões nas próximas horas.

Para o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Picos, Cláudio Galeno, a greve dos bancos e dos correios prejudica o comércio picoense. “A greve dos Correios cessa a comunicação entre o comerciante e cliente, como também entre comerciante e fornecedor. A greve dos bancos cria muitos outros problemas, como a falta de pagamento aos seus fornecedores, mesmo com os caixas eletrônicos muitas operações não podem ser realizadas e junto a isso, pode acontecer de algum comerciante não ter conhecimento suficiente para utilizá-los”, afirma Galeno.

A poucos dias de uma data importante para o comércio, o Dia das Crianças, Galeno torce pelo final da greve: “espero que antes do dia 12 de outubro o funcionamento dos bancos esteja normalizado para evitar prejuízos ao comercio picoense”.

Em nota, a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) disse que a greve da categoria dos bancários “é totalmente injustificada” e que foi decidida com as negociações ainda em andamento, sem que houvesse uma situação de impasse.

Fonte: Innfinito Assessoria de Comunicação

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade