ad16
Geral

Psicóloga Graça Moura realiza palestra com tema “Motivar-se, p’ra quê?”

Psicologa Graça Moura
Psicóloga Graça Moura - Foto: Arquivo Pessoal

No início da cada ano, pessoas do mundo inteiro desejam renovar suas forças, fazendo vários programas para que o ano seja bom e tenha êxito!

Por isso nada melhor do que iniciarmos o ano buscando a auto-motivação.

Com esse desejo convidamos você a marcar presença nesta palestra. Com horário e data marcada abaixo!

Data: 20 de janeiro de 2012
Horário: 19:00h
Local: Auditório Dom Hélder Câmara – CTD – Centro de Treinamento Diocesano
Objetivo Geral: Contribuir para o desenvolvimento pessoal e profissional de pessoas interessadas em elevar seu grau de informação para expressão de suas competências pessoal e profissional.
Palestrante : Dra Graça Moura – Psicóloga-  Formada pela Universidade Federal de Pernambuco – UFPE
Contatos :9911-2641/8102-5061


A MOTIVAÇÃO E SEUS MISTÉRIOS

Se muito já sabemos, muito mais precisamos aprender sobre MOTIVAÇÃO.

Ouço demais a palavra motivação, aqui, ali e acolá. De tantas formas e de tanto jeito que já perdi a conta: O que falta a esses alunos é motivação; os professores andam desmotivados; preciso de motivação; o chefe está desmotivado; aquele não tem motivação para nada; o que falta naquela equipe é motivação; meus funcionários estão desmotivados; o grupo não caminha porque é composto de pessoas sem motivação…

Guardo também a viva lembrança do primeiro aprendizado sobre o assunto, que chegou ilustrado com a imagem do chicote e da cenoura. Alguém se lembra? Aquela onde aparece uma pessoa (espécie de patrão montado num jumento) com um chicote na mão e acenando a uma pequena distância, uma bela e apetitosa cenoura. Essa imagem ilustrava o sistema de recompensa e castigo (que não deixa de ser uma forma de motivar).

A cenoura na frente do nariz do jumento e o chicote pronto para lhe espancar o lombo, deixa o animal de forma alternada, seduzido e impelido (motivado?) em direção aos objetivos do seu proprietário e não aos seus próprios objetivos. Talvez more por aí o perigo…

Se o jumento chega a comer a cenoura a gente nunca sabe; agora o chicote, ah, isso ele sente, “inclusive pelo medo de ser privado de sua subsistência”.

Não quero ser ingênua e afirmar a TOTAL ineficácia desse “método motivacional” visto que a cenoura representa o dinheiro e o eventual conforto que o mesmo pode comprar. Sei também que para muitos, ainda é o chicote que os obriga a cedo acordarem, levantarem e encaminharem-se para um trabalho com o qual não se identificam e muito menos sentem-se motivados para fazê-lo. Mas não tenho dúvida: a palavra-chave para quem quer ser sempre motivado, inclusive para a vida, é auto-motivação.

Ninguém motiva ninguém. Motivação é um processo complexo e interno. Assim como a mudança, exige escolha pessoal e acontece de dentro para fora e não de fora para dentro como imaginam e pensam alguns.

Importante não confundir SATISFAÇÃO DE NECESSIDADES COM MOTIVAÇÃO. Essa não pode ser imposta.

Modernamente podemos afirmar que se as Instituições querem pessoas motivadas, devem começar a criar, desenvolver e manter climas psicológicos saudáveis que permitam às pessoas o livre desenvolvimento de seus desejos, talentos e potencialidades.

Vamos lá, juntos?

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade