ad16
EducaçãoGeralTodas as Notícias

Rejane estabelece prioridade na Educação: evitar atraso no início do ano letivo

[ad#336×280]A futura secretária estadual da Educação, Rejane Dias (PT), disse no Notícia da Manhã desta segunda-feira (29) que sua prioridade a partir do dia 2 de janeiro será evitar o atraso no início do ano letivo. Mesmo assim, ela não descartou cortes na pasta.

“Tenho conversado com o governador eleito Wellington Dias, e o primeiro passo será garantir o início do ano letivo. Não queremos atrasos. Todo esforço será nesse sentido. Se tiver que fazer cortes, que seja o mínimo possível para não comprometer o ano letivo”, comentou a petista em entrevista à TV Cidade Verde.

Deputada federal eleita, Rejane Dias-Foto: Jésika Mayara
Deputada federal eleita, Rejane Dias-Foto: Jésika Mayara

Rejane Dias reconheceu que os problemas financeiros do Governo do Estado preocupam a nova gestão. Ela lembrou que a Secretaria da Educação tem dívidas com empresas responsáveis por transporte escolar e alimentação. “Em todo início de governo há muitas mudanças, ainda mais com as dificuldades. Até mesmo o atual governo está enfrentando dificuldades. São públicos os problemas com transporte escolar e alimentação e com repasses para reformas. Tudo isso tem que ser levado em consideração”, argumentou a futura secretária, que obteve mais de 134 mil votos nas eleições de outubro

Candidata a deputada federal mais bem votada do Estado, Rejane Dias lamentou o Orçamento para 2015 aprovado pela Assembleia Legislativa no dia 22 de dezembro. Segundo a petista, com os investimentos previstos para 2015, o Governo do Estado terá muitas dificuldades. “Vejo com muita preocupação a forma como ficou, tendo em vista que temos que dar respostas imediatas à população, sobretudo nas áreas da Educação e da Saúde”.

Apesar das dificuldades, Rejane Dias afirmou que espera repetir na Educação o mesmo sucesso que teve à frente da Secretaria para Inclusão da Pessoa com Deficiência. “Hoje o Piauí é referência nacional no atendimento à pessoa com deficiência. Quero que aconteça a mesma coisa em relação à educação. Vou viajar para diversos estados. Temos o exemplo de Cocal dos Alves. As boas práticas têm que ser reconhecidas”.

Da Câmara dos Deputados para a Secretaria da Educação

Rejane Dias justificou a sua ida para a Secretaria da Educação. Segundo ela, a decisão foi resultado de um apelo feito por Wellington Dias. “O meu desejo inicial era ir para Brasília. Mas o governador Wellington Dias me fez um apelo. Ele pediu muito que eu ponderasse, pelo menos nesse primeiro momento. Eu pedi para pensar um pouco em respeito aos eleitores. Mas sempre coloquei: estou à disposição do Governo do Estado”.

Cidade Verde

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade