ad16
EducaçãoLinks PatrocinadosTodas as Notícias

UNIFSA se destaca no Ranking Universitário da Folha de São Paulo 2018 como melhor instituição particular de Ensino do Piauí

Há oito anos, o levantamento da Folha traz uma avaliação geral dos cursos de graduação de instituições públicas e privadas de todo o Brasil.

O Centro Universitário Santo Agostinho que, em 2018, completou 20 anos de serviços de excelência prestados no Piauí, confirmou sua liderança com os bons índices apresentados no último Ranking Universitário da Folha de São Paulo, divulgados recentemente. Há oito anos, o levantamento da Folha traz uma avaliação geral dos cursos de graduação de instituições públicas e privadas de todo o Brasil. Como critérios para a avaliação são levados em consideração os indicadores de pesquisa acadêmica, qualidade de ensino, avaliação do mercado de trabalho, internacionalização e inovação. No ano de 2018, o RUF avaliou 196 instituições de ensino brasileiras.

Desde 2015, o UNIFSA participa da avaliação e nas quatro últimas edições obteve destaque em vários cursos, Administração, Ciências Contábeis, Educação Física, Engenharia de Produção, Engenharia Elétrica, Nutrição e Serviço Social e manteve sua liderança a como melhor instituição de ensino particular do Estado. Para a pró-reitora de ensino, Antonieta Lira e Silva, o ótimo desempenho do Centro Universitário Santo Agostinho no RUF só consolida, ainda mais, sua credibilidade, tanto no que diz respeito à qualidade dos seus profissionais e o ótimo desempenho de seus egressos no mercado de trabalho.

Os ótimos resultados obtidos pelo UNIFSA no Ranking Universitário da Folha de São Paulo revelam a força da “Pesquisa” na instituição, item em que avalia o número de citações dos trabalhos e dos pesquisadores e quantidade de teses defendidas. O investimento em pesquisa está presente no UNIFSA desde a sua fundação, logo nos primeiros anos de funcionamento, foi criada a Semana Científica, que segue na sua XVI edição com o seu principal objetivo de promover a ciência. Atualmente, este evento integra o circuito de programação acadêmica do Estado, reunindo diversos pesquisadores e palestrantes em torno de várias temáticas contempladas nas quatro áreas do conhecimento. Este ano, por exemplo, tiveram em torno de 7 mil participantes e foram apresentados 284 trabalhos científicos.

Outro fator decisivo para alavancar a pesquisa no UNIFSA deve-se a implantação do Núcleo de Incentivo à Pesquisa, que desde 2014 colocou em andamento o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) e o Programa Institucional Voluntário de Iniciação Científica (PIVIC). Além de eventos e programas de incentivo à pesquisa, o UNIFSA também conta com canais de divulgação científica, em especial, periódicos. A Revista FSA, publicação multidisciplinar com periodicidade bimestral, ativa desde 2004, está pontuada em 31 áreas do sistema QUALIS/CAPES e também duas outras publicações com Qualis e indexações: a revista “Saúde em Foco”, periódico voltado para os temas de interesse técnico-científico nas áreas das Ciências da Saúde, e a Revista Inova Ação, voltada à Administração, Engenharias e Direito.

Esses resultados apontam que, juntamente ao ensino de qualidade e ao investimento em pesquisa, o UNIFSA tem se dedicado, de maneira especial, aos projetos e cursos de extensão, que proporcionam a formação do profissional cidadão e que se legitimam, cada vez mais, como importante espaço de produção e fomentação do conhecimento. Institucionalmente, a extensão universitária se relaciona a um processo educativo, cultural e científico que une indissociavelmente o ensino e a pesquisa, viabilizando uma relação transformadora com a sociedade. Na instituição, as extensões são realizadas nas mais diversas áreas do conhecimento: Saúde, Cultura, Educação, Meio ambiente, Tecnologia, Direitos Humanos.

Assim, impulsionado por estes paradigmas da qualidade, o UNIFSA vem fazendo melhorias em seus projetos pedagógicos, consolidando princípios como responsabilidade social, respeito à diversidade, sustentabilidade e acessibilidade de forma transversal, em todas as áreas. “Nossas campanhas visam à mudança de comportamentos, como a campanha de acessibilidade.

Tags
LER MATÉRIA COMPLETA

Leia Também