ad16
https://ead.uninta.edu.br/
AutoPECASonline24.pt
DestaquesPolícia

Vítimas do casal Styllos temem não recuperar dinheiro roubado

Fabiano e Keila chegaram algemados: vão ser transferidos para Teresina
Fabiano e Keila chegaram algemados: vão ser transferidos para Teresina

O delegado Ademar Canabrava, titular do 12º DP, vai dar entrada com pedido de prisão preventiva contra o casal Keila Moreno e Fabiano Neves, acusados de dar golpes em estudantes de Teresina e Picos.

O casal, proprietários da empresa Styllos Eventos, foi preso ontem(22) na cidade de Goiania-GO, pelo delegado Alessandro Barreto, coordenador do Núcleo de Inteligência da Polícia Civil.

Contra o casal existe quatro representações por estelionato e mandado de busca e apreensão, do carro do casal, assinado pelo juiz Teófilo Rodrigues Ferreira, da 3ª Vara Civil.

Além do inquérito instaurado no 12º DP, o casal também responderá ao inquérito instaurado na delegacia de Picos.

Vítimas sem esperança

O hoje bacharel em Direito, Austré Costa Cunha Carneiro, lembra os momentos de dificuldades e angústia que passou junto com a sua turma, no dia em que o golpe foi descoberto.

VEJA O VÍDEO DO CASAL ALGEMADO EM GOIANIA

Austre era presidente da comissão de formatura da turma de Direito, de uma faculdade particular de Teresina e haviam contratado a empresa Styllos para a realização de todas as solenidades se formatura. O contrato totalizava R$ 71 mil e a turma já havia pago R$ 35 mil.

“Lembro como se fosse hoje, quando li a notícia no Cidadeverde.com no dia 17 de setembro. De início a gente não tinha acreditado, porque na mesma semana, Keila havia me ligado pedindo um adiantamento para a produção das nossas fotos dos convites e eu entregue R$ 2.900 para ela. Sinceramente, não temos esperança de ver esse dinheiro de volta, porque disseram que eles tinham levado milhões e agora disseram que eles estavam passando necessidade. A gente chorou muito e só conseguimos nos reerguer graças aos nossos familiares”, explicou.

Com informações do Cidade Verde

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade