ad16
DestaquesEsporteTodas as Notícias

Após Paralimpíadas, picoense Luís Carlos recebe medalha de Mérito Renascença

O paratleta segue em Picos até o final do mês para algumas agendas com a mídia e depois retorna a seus treinos para as competições das quais participará em 2022.

Na última terça-feira (19), o paracanoísta picoense Luís Carlos Cardoso, 36 anos, recebeu, diretamente das mãos do governador do Piauí, Wellington Dias, a Medalha de Mérito Renascença, que é destinada a pessoas que, de alguma forma, contribuíram para o desenvolvimento e crescimento do Estado.

A solenidade aconteceu no Teatro 4 de Setembro e homenageou outros 46 picoenses. Luís Carlos disse que, de todas as homenagens que já recebeu, esta foi uma das mais especiais, pois é reconhecimento vindo de sua terra natal.

“Fiquei super honrado ao receber essa medalha, pois tenho tantos títulos internacionais, tantas medalhas conquistadas, mas essa é especial por ser aqui no Piauí. Então, representa muito para mim por ser no meu estado”, falou.

Foto: Roberta Aline

O atleta picoense destacou a importância de o Estado incentivar e investir em atletas e paratletas, pois além da transformação de vidas, há retorno em reconhecimento e desenvolvimento regional.

“O investimento é muito importante porque nós, atletas paraolímpicos e olímpicos, precisamos dele para nos dedicar apenas ao esporte e termos rendimento, pois isso nos tira toda a possibilidade de trabalharmos em outra área nesse período de treinamento. Isso é bem importante porque nos dá mais foco e atenção somente em uma modalidade. Investir e treinar bastante para desenvolver bem a modalidade e representar bem o nosso país, nosso estado”, enfatizou.

No mês de agosto o picoense se consagrou ao subir no pódio da Paralimpíada de Tóquio, tendo levado a medalha de prata na disputa de paracanoagem. Ele declarou que este era um sonho que tinha desde 2011, quando entrou para a canoagem. Disse se sentir maravilhado pela conquista.

Imagem: reprodução

“Já busco essa medalha desde quando comecei, em 2011. Entrei na seleção em 2012 e sonhei em ganhá-la no RJ. Infelizmente acabei não conquistando. Ficou em mim aquele desejo, então batalhei e treinei mais para que, por fim, ela chegasse agora em Tóquio. A sensação é incrível de cruzar a linha de chegada e saber que meu nome entrou para a história dos atletas brasileiros que conquistou uma medalha paralímpica”, destacou.

Luís Carlos demonstrou sua alegria ao ser recepcionado no país, estado e cidade após a conquista da medalha de prata em Tóquio. Disse que, por onde passa, é ovacionado com admiração e carinho pelas pessoas.

Imagem: reprodução

“Foi lindo demais! Por onde eu passo as pessoas comentam da emoção que sentiram quando me viram subindo no pódio e que correram junto comigo quando eu estava lá disputando. Então é lindo receber toda essa alegria, todo esse carinho dos meus conterrâneos piauienses, e, principalmente, da minha família que acaba sentindo essa sensação em dobro, pois eles sabem toda a minha história e do quanto batalhei para chegar ali. Está sendo incrível estar aqui em Picos por todo o carinho que estou recebendo por onde passo e todas as mensagens, os depoimentos das pessoas que disseram ter se emocionado junto comigo”, enfatizou.

O paratleta segue em Picos até o final do mês para algumas agendas com a mídia e depois retorna a seus treinos para as competições das quais participará em 2022.

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade