ad16
DestaquesEsporteTodas as Notícias

Picoense Luís Carlos comemora sua segunda paralimpíada e pede apoio dos brasileiros

O picoense vai cair nas águas de Tóquio somente no dia 2 de setembro quando começam as fases classificatórias da canoagem.

Na manhã desta terça-feira (25) teve início através de cerimônia oficial as Paralimpíadas. Após comover o mundo e atrair todas as atenções para Tóquio através dos Jogos Olímpicos é a vez dos atletas Paralímpicos brilharem. Entre os muitos nomes com expectativas e chances reais de medalhas está o piauiense Luís Carlos Cardoso, da canoagem, que por meio das redes sociais vem mostrando sua rotina do outro lado do mundo e a ânsia para representar o Piauí e o Brasil nas águas. 

Pela manhã Luís Carlos mostrou a ‘concentração’ dos atletas para acompanhar a cerimônia de abertura e máxima expectativa por suas provas. “Foi dada a largada Brasil. Ainda não consigo descrever a sensação maravilhosa que está transbordando dentro de mim. Orgulho de vestir essa camisa e representar nossa nação na minha segunda paralimpíada, que começam os Jogos”, disse o piauiense Luís Carlos Cardoso através das redes sociais

O picoense vai cair nas águas de Tóquio somente no dia 2 de setembro quando começam as fases classificatórias da canoagem. Garantindo vaga na final a briga por medalha acontece nos dias 3 e 4 de setembro. O canoista irá brigar por pódio na prova do caíaque. No Rio, a disputa foi na canoa. 

Foto: Arquivo Pessoal/Luís Carlos

A paracanoagem brasileira é uma das modalidades mais fortes e com chances de medalhas em várias categorias e esse é o caso de Luís Carlos, natural da cidade de Picos e que nos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro-16 bateu na trave e acabou ficando com a 4ª colocação por questão de milésimos de segundos. 

Agora, neste ciclo mais longo, pois assim como os Jogos Olímpicos a Paralimpíada foi adiada de 2021 para 2021 ele espera mudar essa história e voltar com uma medalha no peito. Praticamente a única que falta em seu currículo recheado de conquistas e pódios. 

Ao longo dos próximos 12 dias de competição, serão disputadas medalhas em 22 esportes diferentes. A delegação brasileira em Tóquio conta com 260 atletas (incluindo atletas sem deficiência como guias, Calheiros, goleiros e timoneiro), sendo 164 homens e 96 mulheres, além de comissão técnica, médica e administrativa o que chega ao número final de 434 pessoas.

Cidade Verde

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade