ad16
DestaquesMunicípiosPolíciaSão Julião

Caso ‘Emídio Reis’ começa a ser apreciado na Justiça

[ad#336×280]A primeira audiência de instrução que irá discutir o assassinato do ex-vereador Emídio Reis, acontecerá na próxima segunda-feira.  O julgamento acontecerá na cidade de Picos e a juíza Nilcimar Rodrigues de Araújo irá ouvir os acusados de serem mandante, agenciador e executores do ex-vereador de São Julião.

Sentarão no banco dos réus o vice-prefeito de cidade, Francimar Pereira, acusado de ser o mandante do crime. Joaquim Pereira Neto, o “Joaquim de Gabriel”, apontado apela Polícia como o intermediário da morte e ainda, Antônio Sebastião de Sá, Valter Ricardo da Silva e José Gildásio de Brito indiciados como executores do homicídio. Os acusados estão presos em Teresina e serão levados à Picos ainda durante o final de semana.

Organograma do Caso Emídio Reis - Foto: Polícia
Organograma do Caso Emídio Reis – Foto: Polícia

As cinco pessoas foram indiciadas por homicídio qualificado e ocultação de cadáver. As investigações sobre a morte de Emídio Reis foram conduzidas pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO), que tem à frente o delegado Menandro Pedro.

Segundo a juíza Nilcimar Rodrigues durante a audiência serão ouvidas as testemunhas e interrogados os réus. “Não saberemos se haverá tempo  hábil para concluir todo esse processo em um único dia porque são muitas testemunhas para serem ouvidas e também cinco acusados”, pontuou a magistrada.

CLIQUE E LEIA MAIS SOBRE O CASO EMÍDIO REIS

Emídio Reis foi candidato a prefeito do município de São Julião nas eleições do ano passado. Não conseguindo êxito, entrou com ações na justiça, pedindo a cassação do mandato da chapa vencedora por compra de votos. Em 31 de janeiro de 2013 foi brutalmente assassinado, mas seu corpo só foi encontrado 5 dias depois enterrado em um matagal, próximo à cidade de Pio IX. Após as investigações, a polícia apontou que Emídio foi enterrado ainda com vida, apesar de ter levado tiros. Com informações do Jornal O Dia

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade