ad16
DestaquesEducaçãoGeral

Estudantes e professores da UESPI realizam manifestação em Picos

Alunos e professores percorreram as ruas de Picos

Alunos e professores da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) realizaram na manhã desta quarta-feira (30) uma manifestação pelas ruas da cidade. Os manifestantes se concentraram em frente ao colégio Marcos Parente e em seguida percorreram pelas ruas da cidade, gritando palavras de ordem, com trajes de preto e cartazes. Depois se concentraram na praça Felix Pacheco, onde lá continuaram manifestando através de pronunciamentos de estudantes e professores.

 A principal reivindicação dos alunos e professores é a estruturação do campus da Uespi de Picos , que hoje conta apenas com quatro salas. O campus pode acabar no final de 2013 se não for estruturado. Segundo a professora Sorainy Mangueira o campus de Picos pode acabar por causa da negação dos cursos da instituição.

Manifestação da Uespi de Picos

Sobre ilegalidade da greve decretada pela justiça a professora Sorainy diz que o sindicato da categoria ainda não foi notificado ainda com relação à ilegalidade da greve. “Os advogados do sindicato já se mobilizaram e vão entrar em recurso para que essa decisão judicial seja anulada e a greve não tem previsão de termino”, frisou.

Poucos alunos participaram da manifestação de hoje pela manhã. Segundo Sorayne muitos deles moram longe, em outras cidades, causando dificuldades a participar das manifestações. “Muitos alunos moram distantes de Picos, então fica difícil eles se deslocarem pra cá para participarem das manifestações”, explica.

Os manifestantes se concentraram na praça Felix Pacheco

O estudante de educação física e diretor administrativo do Diretório Central dos Estudantes (DCE), Marrony Melo fala que o principal objetivo da manifestação é chamar atenção da população em relação a Uespi de Picos, uma vez que o campus de Picos vive em estado de descaso. “Como Picos é a segunda economia do Piauí, nós deveríamos estar numa melhor condição, só que o nosso campus é o pior do Piauí” disse.

Marrony fala ainda que os estudantes estão apoiando os professores, porque a classe está buscando melhores condições para o campus e para os estudantes. “Estamos cobrando do nosso governador um novo campus e os professores estão reivindicando melhores salários, então devemos lutar juntos para o bem da Uespi”, ressaltou.

Marcondes Melo

O estudantes estão levando o problema da Uespi de Picos para as redes sociais e realizando manifestações nas ruas, uma forma de chamar atenção a população e as autoridades Marrony argumenta que a população picoense está apoiando a greve. “Através das manifestações nas ruas o povo de Picos está vendo o descaso que vive a Uespi, então temos que contar com o apoio deles”, concluiu.

Tags
LER MATÉRIA COMPLETA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também